BUSCAR
BUSCAR
União
Quarentena aumenta consumo em família, mas melhora relações
Para especialista, o confinamento trará um cenário doméstico desconhecido, mas pode aprofundar as relações em família
R7
25/03/2020 | 10:07

O feriado prolongado com a família toda em casa se estendeu. É mais ou menos assim, que o especialista em finanças pessoais Reinaldo Domingos define este período de confinamento para combater a propagação do coronavírus. “Este pode ser um cenário desconhecido para muita gente, mesmo dentro da própria casa”, alerta.

A rotina frenética de traballho, estudos, academia e tarefas domésticas nem sempre permite às famílias um contato realmente próximo, como o destes últimos dias. Segundo Domingos, apesar de todos os dias passarem ao menos um tempo dentro de casa, “nem sempre estamos conectados neste ambiente”.

De acordo com o especialista, mais tempo em casa vai seguramente gerar um aumento no consumo de alguns itens como energia elétrica, água, internet, produtos de higiene e limpeza, e principalmente maior consumo de alimentos. 

“Em casa o filho usará mais internet, assim como os pais para o trabalho, toma-se mais banhos, e também todas as refeições passam a ser dentro de casa, e isso acarretará um aumento em algumas contas”, comenta. 

Para lidar com este novo cenário, o especialista dá algumas dicas de organização de rotinas e consequente de contas. “Começa um bom desafio para definir regras e em especial quando o trabalho está junto neste meio. Crianças devem estudar no mesmo horário, o trabalho também deve obedecer as rotinas anteriores”, recomenda.

Domingos explica que muitas famílias poderão ser impactadas em suas finanças com uma redução nos salários e para lidar com essa situação a palavra de ordem será a “sustentabilidade” das finanças. “É mais do que equilibro e do que a relação de custo versus benefício”, aconselha.

“É buscar a redução de todos os custos”, reforça. O especialista em finanças diz que é o momento de usar a luz do dia ao máximo, deixar as janelas abertas, reduzir o uso de aparelhos não essenciais como o ar condicionado.

Como o consumo de alimentos irá aumentar significativamente é hora de pensar em uma alimentação mais básica e menos elaborada. “Evitar utilizar produtos importados, pensar em trocar de marca, é necessário agir e cortar. Não pode ficar estático diante do desafio”, ressalta.

Valorização da família

Domingos explica que a família estava em terceiro lugar tanto para os pais como para os filhos, porque todos tinham tarefas diárias como a escola, o trabalho, entre outras coisas. “Agora as pessoas precisarão viver em família, e essas relações vão nascer de novo”, comemora.

Ele vê com bons olhos este momento e afirma que “é um momento muito singular para o ser humano”. Segundo ele, o momento é de reflexão sobre a própria vida e seus propósitos. “É um grande desafio a ser vencido e temos que ter muita alegria também porque vamos enxergar melhor o que deve ser valorizado”, finaliza.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.