BUSCAR
BUSCAR
Repercussão
Prisão é queda “triste e vergonhosa” de Lula, diz Financial Times
Editorial do jornal londrino ainda diz que ex-presidente Lula não é exatamente um santo e nega a argumentação de que sua condenação foi política
Redação
06/04/2018 | 19:30

Um dos editoriais desta sexta-feira do jornal britânico Financial Times diz que a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será a “triste e vergonhosa queda de um político notável”. Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro e deve ser preso nas próximas horas.

“Processo contra Lula mostra que ninguém está acima da lei” é o título do texto que reflete a opinião do veículo. Para o jornal, o episódio pode ser um marco positivo, e até revolucionário, para o Brasil.

“Talvez nenhum outro país emergente no mundo tenha ido tão longe em erradicar o flagelo da corrupção, e tudo por meio do estado de direito”, diz o texto. O editorial argumenta que a condenação e eventual prisão de Lula não foram motivadas por fatores políticos.

Para isso, o jornal cita casos de políticos de outros partidos ou membros de espectro político diferente. “Políticos de direita como o ex-parlamentar Eduardo Cunha estão na cadeia por conta da corrupção. Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro, foi condenado a 14 anos de prisão. O presidente Michel Temer também está sob investigação.”

De acordo com o jornal, a condenação de Lula vem após julgamento imparcial por parte de juízes e promotores.

O jornal ainda relembra a trajetória política e vê méritos de Lula ao relembrar que seu governo retirou milhões de brasileiros de situação de fome. Por outro lado, o texto diz que Lula não é o “santo que ele costuma se mostrar”.

 

 

Fonte: Exame

 

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.