BUSCAR
BUSCAR
Mudanças
Novo Mundial de Clubes da Fifa será remarcado para junho de 2022, diz jornal
'As' aponta que primeira edição do torneio será realizada na China meses antes da próxima Copa do Mundo, após mudanças no calendário pela pandemia do coronavírus
Globo Esporte
14/04/2020 | 08:47

A pandemia do coronavírus levará a Fifa a adiar em um ano a primeira edição do seu novo Mundial de Clubes, de acordo com o jornal “As”. A publicação indica que a organização decidiu remarcar a competição, que ocorreria em junho de 2021, para junho de 2022 – cinco meses antes da próxima Copa do Mundo. Outras opções, como fazer o torneio em 2021 ou em 2023, eram analisadas. O jornal aponta que a decisão foi tomada e será oficializada em breve. A Fifa, entretanto, não confirma a informação.

A mudança ocorre diante da necessidade que a Fifa teve de abrir espaço no calendário para a realização da Eurocopa e da Copa América, que ocorreriam entre junho e julho deste ano, mas precisaram ser adiadas por conta da pandemia da Covid-19. Os torneios continentais usarão justamente a janela antes reservada para o novo Mundial.

O “As” ainda indica que o torneio, marcado para acontecer na China, será chamado de “Super24” – por contar com 24 equipes de todo o mundo. A intenção do presidente Gianni Infantino é que este “Super” Mundial passe a ser uma grande atração e reúna equipes relevantes de todo o planeta, sendo realizado de quatro em quatro anos, ocupando a janela no calendário deixada pela extinta Copa das Confederações.

Apesar da mudança na edição de estreia, o novo Mundial de Clubes deve voltar ao espaço originalmente pensado para ele no calendário no ciclo pré-Copa do Mundo seguinte. Ou seja: sua segunda edição seria organizada em junho de 2025, um ano antes da Copa de 2026.

O Mundial de Clubes de 2021 seria disputado entre 17 de junho e 4 de julho de 2021, com um novo formato de 24 clubes – o Flamengo era até o momento o único confirmado. Caberá a cada confederação definir os critérios de escolha dos representantes, mas a princípio são oito times da Europa, seis da América do Sul e as demais vagas para os outros continentes. Pelos planos da Fifa, esse torneio substituirá a versão atual de sete equipes (campeões de cada continente mais um representante do país-sede), que teria sua última edição em 2020, no Catar.

O Mundial está no centro de uma crise diplomática que deixou de um lado a Fifa e do outro Conmebol e Uefa. Clubes do Velho Continente querem receber uma quantia maior do que a destinada a outros concorrentes, além de aumentar o número de vagas.

Segundo a Federação Chinesa de Futebol, as sedes do novo Mundial de Clubes serão: Xangai, Tianjin, Guangzhou, Wuhan, Shenyang, Ji’nan, Hangzhou e Dalian.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.