BUSCAR
BUSCAR
Paraíba
‘Não me deixa morrer’, disse ex-jogador à médica após levar facadas
Warley está em estado de choque; ele foi esfaqueado na madrugada da última sexta-feira, na Paraíba
Da Redação
28/01/2018 | 20:15

O diretor jurídico do Botafogo-PB revelou um pedido do ex-jogador Warley, que é diretor do futebol clube, à médica que o atendeu no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, na Paraíba, para onde ele foi levado após levar duas facadas nas costas num suposto assalto na capital paraibana.

De acordo com Alexandre Cavalcanti, que é marido da médica Fernanda Cavalcanti, o ex-jogador da seleção brasileira ficou em estado de choque após o ocorrido.

“Ele disse: ‘Fernanda, eu ia morrer. Quase que perco minha vida’. Ficou repetindo muito isso e ainda pediu: ‘Não me deixe morrer’, contou Alexandre Cavalcanti ao Globoesporte.com.

O ex-jogador Warley defendeu Palmeiras, São Paulo, Grêmio e a seleção brasileira. Ele sofreu levou duas facadas nas costas na madrugada de sexta-feira (26), em João Pessoa, e passou por dois procedimentos cirúrgicos no sábado (27). O médico responsável pelo procedimento em Warley, Petrucio Abrantes, falou sobre o estado de saúde do ex-atacante, que deve ter alta em uma semana.

 

 

Fonte: Notícias ao Minuto

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.