BUSCAR
BUSCAR
Declaração
Não há movimento contra a Operação Lava Jato, afirma presidente Michel Temer
Temer disse que a operação “vem sendo tranquilamente levada adiante”. “Não há um movimento sequer com vistas à interrupção (da operação)'
Estadão
28/02/2018 | 07:53

O presidente Michel Temer afirmou nesta terça-feira, 27, durante a posse do ministro Raul Jungmann no Ministério Extraordinário da Segurança Pública, que a transferência da Polícia Federal para a nova pasta não vai interferir nas ações da Operação Lava Jato.

Questionado durante o evento, antes de confirmada a saída do diretor-geral, Fernando Segovia, do comando da corporação, Temer disse que a operação “vem sendo tranquilamente levada adiante”. “Não há um movimento sequer com vistas à interrupção (da operação)”, afirmou o presidente.

A escolha de Segovia para o cargo foi cercada de desconfianças por sua indicação ter partido de nomes do MDB. O agora ex-diretor-geral da PF foi superintendente da corporação no Maranhão durante o governo de Roseana Sarney, filha do ex-presidente da República, ex-senador e um dos principais caciques do partido José Sarney.

Segurança. Ao exaltar a criação do ministério – que será o 29.º do seu governo – o presidente disse que a ideia nasceu “da constatação de que o crime só se fortalece com a fragmentação dos esforços do poder público”. Além da PF, a nova pasta ficará responsável pela Polícia Rodoviária Federal e pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

A divisão esvazia as funções do Ministério da Justiça, que ficará com órgãos como a Fundação Nacional do Índio (Funai), o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e o Arquivo Nacional.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.