BUSCAR
BUSCAR
Virou piada
Não há como entregar mochila de tamanho ideal, diz prefeitura de Jequié
Após distribuir a alunos da rede pública municipal mochilas gigantes, a Secretaria de Educação da cidade baiana divulgou uma nota à imprensa
Agência Estado
09/05/2017 | 14:15

Após distribuir a alunos da rede pública municipal mochilas gigantes que viraram piada nas redes sociais, a Secretaria Municipal de Educação de Jequié divulgou, na manhã deNsta terça-feira, 9, uma nota à imprensa na qual argumenta que a polêmica desvia o debate sobre “os desafios importantes” que o município terá na educação ao longo dos próximos anos. A secretaria também argumenta que “não tem como entregar a uma criança de creche uma mochila tamanho ideal”.

A pasta ressaltou que o Ministério da Saúde aconselha crianças a não carregarem mais de 10% de seu peso na mochila e ironizou o debate acerca do tamanho do utensílio. “Parece que não tem como entregar a uma criança de creche uma mochila com tamanho ideal. Acreditamos que crianças de creche, tradicionalmente, não podem e não devem carregar suas mochilas que às vezes contêm roupa, toalha, fralda, merenda etc. Ou será que estas pessoas querem afirmar que os pais de hoje não estão servindo nem pra carregar a mochila de seus filhos?”, questiona a secretaria do município, localizado no Sudoeste da Bahia, a 356 quilômetros de Salvador.

No texto, a secretaria ressalta que herdou péssimos índices da gestão anterior e precisa lidar com 4 mil novos alunos na rede pública de ensino – ao todo, 17 mil estudantes. “O evento das mochilas escolares distribuídas aos alunos da rede municipal de ensino de Jequié, tão comentado na imprensa e nas redes sociais, deixa para trás desafios importantes que o próprio município terá pela frente”, diz o texto.

Em seguida, a nota destaca os índices educacionais da cidade e diz que Jequié “amarga o 4.978° lugar entre os 5.500 municípios do Brasil”. Diz, ainda, que é “triste” afirmar que a proficiência do 9° ano em Matemática dos alunos de Jequié é de 5%.

Ao fim, a pasta diz que cada mochila custou R$ 11,40 e afirma que, no debate sobre o tema, “o quesito economicidade e contemplação ficaram de lado, dando espaço a outros interesses”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.