BUSCAR
BUSCAR
Abalo
Moradores de São Paulo e DF relatam tremor; prédios foram esvaziados
No mesmo horário, um terremoto de 6,8 graus de magnitude na escala Richter abalou uma área localizada a 209 km de Tarija, noroeste da Bolívia, a uma profundidade de 557 km
Estadão
02/04/2018 | 12:24

Um tremor assustou moradores e trabalhadores da região da Avenida Paulista na manhã desta segunda-feira, 2. Muitos saíram dos prédios e se aglomeraram nas ruas em razão do medo. O tremor durou cerca de 5 minutos, de acordo com relatos.

No mesmo horário, um terremoto de 6,8 graus de magnitude na escala Richter abalou uma área localizada a 209 km de Tarija, noroeste da Bolívia, a uma profundidade de 557 km, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

Por volta das 11h, o prédio do Ministério Público de São Paulo, que fica na Rua Riachuelo, no centro, foi esvaziado. Muitas pessoas permanecem nas calçadas aguardando permissão para retornarem ao prédio.

O Corpo de Bombeiros informa que às 11h30 recebeu uma ocorrência de abalo sísmico na Rua Cincinato Braga, 321, no centro da cidade, e também na Rua Boa Esperança, 267, na Vila Maria, na zona norte. Viaturas foram encaminhadas aos locais, mas não há registro de feridos.

Nas redes sociais também há relato de tremor em Santos, no litoral paulista, e no Distrito Federal, em Brasília.

BRASÍLIA. O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal recebeu na manhã desta segunda-feira vários pedidos de avaliação da estrutura de prédios, em Brasília, após o terremoto registrado na Bolívia. O tremor, de 6,8 de magnitude, conforme o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), também foi sentido em Brasília.

“Estamos com várias ocorrências em andamento. As pessoas estão solicitando avaliações estruturais sobre os edifícios. Até o momento, nenhum caso com vítima nem com rachaduras foi registrado”, informou ao Broadcast o capitão Ronaldo Reis, do Corpo de Bombeiros. “Entraram muitas ocorrências, muitos pedidos, em vários endereços. Há relatos de rachaduras em superfícies de gesso, mas ainda não temos confirmações nem informações sobre quais prédios foram atingidos.”

Alguns prédios em Brasília foram evacuados. Foi o caso do prédio do Sesc no setor comercial sul. O professor de Sismologia do Observatório Sismológico da UnB, Lucas Vieira Barros, confirmou que o tremor foi sentido em alguns locais do Brasil, como Distrito Federal e São Paulo, e afirmou que essa não foi a primeira vez nem será a última que um terremoto distante tem reflexos no Brasil. Mas, segundo ele, dificilmente um tremor desses, por maior que seja a zona sismogênica, vai “gerar dano” no território brasileiro.

De acordo com Barros, esse tremor ocorre porque os grandes terremotos liberam uma grande energia e, em razão de serem profundos, geram os tremores. Barros disse ainda que novos tremores podem ainda ser sentidos no País, em menor magnitude, mas eles não produzirão abalos secundários.

Nas redes sociais, há relatos de prédios esvaziados no Distrito Federal.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.