BUSCAR
BUSCAR
Decisão
Ministro do STJ manda Fabrício Queiroz de volta para a cadeia
Decisão também se aplica a Márcia Aguiar, esposa do ex-assessor e também investigada
CNN Brasil
13/08/2020 | 20:46

O ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), revogou uma decisão liminar e determinou que Fabrício Queiroz volte para a prisão em regime fechado na investigação do caso das “rachadinhas”. Queiroz estava em prisão domiciliar por decisão do presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha.

A decisão também se aplica a Márcia Aguiar, esposa do ex-assessor e também investigada. Márcia, quando obteve a prisão domiciliar, estava foragida da Justiça. 

Fischer é o relator do caso no STJ e revisou a decisão tomada por Noronha durante o recesso do Poder Judiciário. Para justificar a prisão domiciliar do casal, o presidente do STJ havia citado a condição de saúde do policial reformado, que passou por cirurgia para a retirada de um câncer. 

A decisão do relator tomou como base um critério técnico, de que a Corte concedeu a prisão domiciliar antes que o caso fosse analisado pela instância inferior, uma vez que o pedido de liberdade de Queiroz ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) ainda não foi julgado.

Policial militar reformado, Fabrício Queiroz é ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e suspeito de ter feito a gestão desse suposto esquema de “rachadinha” no gabinete deste enquanto deputado estadual do Rio de Janeiro.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.