BUSCAR
BUSCAR
Esporte
Ministro da Saúde diz que governo avalia liberar jogos de futebol sem público
Teich mencionou que o estudo é feito levando em consideração a possibilidade de os eventos esportivos levarem 'rotina melhor' para as pessoas, que poderiam assistir às competições de casa
Estadão Conteúdo
27/04/2020 | 20:07

O governo federal estuda a possibilidade de liberar a realização de jogos de futebol sem a presença de público nas arquibancadas, algo que é uma demanda da CBF. O ministro da Saúde, Nelson Teich, afirmou, nesta segunda-feira (27), que o tema está sob análise da pasta, mas não sinalizou qual será a conclusão.

Teich mencionou que o estudo é feito levando em consideração a possibilidade de os eventos esportivos levarem “rotina melhor” para as pessoas, que poderiam assistir às competições de casa.

“Existe um pedido para avaliar o retorno de jogos sem público, da CBF. Isso é uma coisa que estamos avaliando. Nem tudo o que a gente avalia é para ser definido. Não é coisa definida ainda. Mas são algumas iniciativas que de alguma forma poderiam trazer uma rotina um pouco melhor para o dia a dia das pessoas”, disse

Desde que o novo coronavírus se alastrou no Brasil e a doença ganhou status de pandemia, os calendários de todas as competições de futebol dentro do país foram suspensos.

Mais cedo, também nesta segunda, o secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, disse que os jogos poderão ser retomados “em breve”, mas portões fechados no Brasil. Ele afirmou que vem mantendo conversas com a CBF e que serão adotados protocolos para garantir a segurança de atletas e todos os participantes.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.