BUSCAR
BUSCAR
Apuração
Metade das passagens da promoção da Gol foi vendida para agências de turismo
Procon-SP diz que houve indícios da abusividade na promoção 'Gol a preço de Brahma', já que boa parte dos compradores eram empresas de turismo
Agência Estado
26/06/2019 | 17:59

Quase 50% das passagens internacionais vendidas por R$ 3,90 pela Gol Linhas Aéreas durante promoção realizada no dia 18 ficaram com agências de turismo, de acordo com informações divulgadas nesta quarta-feira, 26, pela Fundação Procon-SP, vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania.

O Procon-SP enviou no último dia 19 uma notificação à Gol para que prestasse esclarecimentos sobre a venda realizada na noite do dia 18, durante o jogo entre Brasil e Venezuela pela Copa América.

“Verificou-se que, das 167 passagens vendidas na promoção, 89, cerca de 47%, estavam atreladas a agências de viagem ou turismo, sendo, por exemplo, 32 para a ViajaNet e 24 para a CVC. Isto é, as passagens promocionais não foram todas comercializadas para o consumidor final”, afirmou o Procon-SP, em nota.

O site da Gol saiu do ar depois de a companhia aérea ter anunciado que venderia, em parceria com a Brahma, passagens aéreas para Argentina, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai por R$ 3,90, sem as taxas de embarque.

A Gol informou ao Procon-SP que as vendas aconteceram entre 21h33 e 22h25. A entidade, no entanto, considera suspeito o fato de muitos consumidores terem acessado o site por volta de 21h30 e não terem conseguido efetuar a compra, enquanto outros fizeram a compra às 22h25. A fundação vai investigar se houve fraude.

O Procon-SP entende ainda que a companhia aérea deveria ter adotado medidas para que a promoção ficasse restrita ao consumidor final. “Diferente das empresas – agências de viagem ou turismo – que podem efetuar o repasse das passagens, inclusive, incluídas em pacotes de viagens e sem possibilidade de contratação individualizada”, destacou a nota.

Além disso, os fornecedores dispõem de recursos tecnológicos e estrutura que podem facilitar o acesso ao procedimento de compra durante a promoção.

Também será apurada a questão de a empresa informar que foram disponibilizadas 140 passagens promocionais para venda durante o jogo e ter comercializado 167 em menos de uma hora.

Na notificação do dia 19, o Procon questionou:

  • Onde foram disponibilizados e quais os termos e condições da promoção.
  • Quantas passagens aéreas foram comercializadas e para quais destinos.
  • Quais canais de venda foram disponibilizados para acesso dos consumidores.
  • Em quanto tempo foram comercializadas as passagens.
  • Envio da relação de consumidores que conseguiram adquirir passagens durante a vigência da promoção.

A equipe de fiscalização dará continuidade à apuração e vai adotar penalidades com base no Código de Defesa do Consumidor.

Em nota, a Gol Linhas Aéreas Inteligentes informou que a venda das passagens internacionais, disponibilizadas na promoção “Gol a preço de Brahma”, cumpriu “rigorosamente todos os termos e condições do regulamento divulgado publicamente”.

Procurados, o Viajanet e a CVC não se manifestaram sobre o caso.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.