BUSCAR
BUSCAR
Declaração
Márcio França afirma que governo atendeu reivindicações de caminhoneiros
Neste domingo, o governo federal publicou, em edição extra do Diário Oficial da União, as três medidas provisórias (MPs) para atender a novos pedidos dos caminhoneiros
Estadão
28/05/2018 | 11:04

O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), afirmou nesta segunda-feira, 28, que o governo atendeu as reivindicações dos caminhoneiros.

Em entrevista à Rádio Eldorado, Márcio França disse que às 7h desta segunda-feira havia manifestações de caminhoneiros em 33 pontos nas rodovias concedidas no Estado de São Paulo.

“Há um acordo desde sábado e os caminhoneiros estão em acostamento, canteiros, gramados, postos, sem obstruir as pistas. Os caminhoneiros estão cumprindo aquilo que combinaram com a gente”, explicou o governador.

No sábado, 26, o governador Márcio França anunciou a suspensão da cobrança de tarifa do eixo suspenso em todas as praças de pedágio paulistas, a partir da zero hora da próxima quinta-feira,31, conforme novo acordo.

Neste domingo, o governo federal publicou, em edição extra do Diário Oficial da União, as três medidas provisórias (MPs) para atender a novos pedidos dos caminhoneiros.

Para tentar pôr fim à paralisação, que completou neste domingo uma semana de greve, o presidente Michel Temer cedeu e reduziu em R$ 0,46 o valor do diesel, com corte em tributos como a Cide e o PIS/Cofins.

O governador de São Paulo avaliou como difícil o posicionamento do governo federal em relação a paralisação dos caminhoneiros. ” Eu compreendo que o governo atendeu de algum jeito, não importa quem é o pai da criança. Não existe movimento que se sustente se não houver algum tipo de verdade muito forte com eles (caminhoneiros) e a verdade é que eles estavam sendo explorados.”, disse França.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.