BUSCAR
BUSCAR
Posicionamento
Doria: Minha solidariedade ao Supremo; Brasil não vai virar Venezuela
'Quero dizer aos saudosistas da ditadura que vocês já perderam. Nem ditadura fascista, nem proletária', disse o governador de São Paulo
Redação
15/06/2020 | 14:35

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reforçou a solidariedade ao Supremo Tribunal Federal (STF) e aos ministros da Corte após disparos de rojões contra o prédio do órgão realizados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro neste final de semana.

“Quero dizer aos saudosistas da ditadura que vocês já perderam. O Brasil não vai virar uma Venezuela, nem Bielorrússia ou Cuba. Nem ditadura fascista, nem proletária”, disse Doria durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Para o governador, “a maioria dos brasileiros quer a democracia e saberá democraticamente derrotar os extremistas”. Pela manhã desta segunda (15) a Polícia Federal prendeu uma das organizadoras do movimento, a militante bolsonarista Sara Winter.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.