BUSCAR
BUSCAR
Medida
Com greve de caminhoneiros, Carrefour limita compra por cliente
Por meio de sua assessoria de imprensa, o Carrefour afirmou que a medida é apenas preventiva e que a rede tem estoque para atender seus clientes
Redação
24/05/2018 | 21:00

Lojas do supermercado Carrefour estão limitando as compras dos clientes a cinco unidades de cada item, a fim de evitar o desabastecimento de seu estoque.

A medida ocorre devido à greve dos caminhoneiros, que completa quatro dias e tem gerado crise no abastecimento de cidades brasileiras.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Carrefour afirmou que a medida é apenas preventiva e que a rede tem estoque para atender seus clientes. Porém, como não se sabe quando terminará a greve, a rede optou por estabelecer limites às compras.

Uma foto que circula nas redes sociais mostra comunicado em uma unidade da rede. “Devido à greve de caminhoneiros, e para que todos os nossos clientes consigam aproveitar nossos preços e ofertas, estamos limitando a venda a no máximo 5 unidades de cada item por compra”, diz o texto.

A crise de abastecimento no país tem feito com que consumidores busquem estocar comida em casa, o que pode gerar uma corrida aos supermercados.

O grupo enviou uma nota oficial sobre o tema. Veja a seguir:

“A rede informa que está acompanhando atentamente os movimentos dos caminhoneiros e a negociação com o Governo. Reforça que o abastecimento segue sem muitos problemas em suas lojas em função dos volumes de estoques e que busca alternativas para atender o maior número de clientes. A empresa já está em contato com fornecedores locais para continuar garantindo o abastecimento.”

 

 

Fonte: Exame

 

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.