BUSCAR
BUSCAR
Declaração
‘Candidato do meu partido será Doria, portanto estaremos juntos’, diz Alckmin
Perguntado se pedirá votos para Doria e França ao mesmo tempo, Alckmin declarou que a campanha começa apenas em agosto
Estadão
19/03/2018 | 12:48

Um dia após o prefeito da capital paulista, João Doria, vencer as prévias do PSDB para ser o candidato tucano ao governo de São Paulo, o governador Geraldo Alckmin disse que estará junto com Doria na campanha, e afirmou também que a candidatura de seu vice, Márcio França (PSB), é “extremamente legítima”.

“O candidato do meu partido será o João Doria, portanto estaremos juntos”, disse Alckmin, em entrevista a jornalistas nesta manhã. “O Márcio França está preparado para assumir o governo de São Paulo, quatro anos nos acompanhando, candidatura extremamente legítima.” França assumirá o comando do Palácio dos Bandeirantes em abril para Alckmin ser candidato à Presidência da República.

Após ser apresentado por diretores da Toyota ao primeiro veículo híbrido-flex do mundo, na manhã desta segunda-feira, Alckmin estará com Márcio França para assinar convênios com cerca de 100 prefeitos do Estado.

Perguntado se pedirá votos para Doria e França ao mesmo tempo, Alckmin declarou que a campanha começa apenas em agosto. Ele voltou a falar do quadro de fragmentação partidária no País, que permite o duplo palanque em São Paulo.

O governador não respondeu por que não foi ao ato de comemoração da vitória de Doria nas prévias no domingo, e cumprimentou o prefeito e os demais concorrentes na disputa. “São poucos os partidos que ouvem os seus filiados, que fazem prévia”, disse, complementando que a legenda “inova” ao ouvir os filiados para escolher seu candidato.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.