BUSCAR
BUSCAR
Idas e vindas
Bolsonaro sugere que pode rever afastamento do ministro da Educação
Sobre o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, alvo de inquérito da Polícia Federal (PF), o presidente afirmou simplesmente que, 'por enquanto, não é o caso'
Redação/O Globo
06/04/2019 | 08:40

Depois de sugerir que poderia demitir o ministro da Educação na próxima segunda-feira, durante um café da manhã com jornalistas, o presidente Jair Bolsonaro disse na tarde da sexta-feira que a situação de Ricardo Vélez Rodríguez à frente da pasta ainda pode ter conserto, como informa o jornal O Globo.

Sobre o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, alvo de inquérito da Polícia Federal (PF) por suspeita de participação em esquema de candidaturas laranjas em Minas Gerais, Bolsonaro afirmou simplesmente que, “por enquanto, não é o caso” de tomar uma decisão sobre sua permanência no cargo.

“Só a morte que não tem conserto”, afirmou o presidente na saída do evento de inauguração do Espaço Integridade da Ouvidoria da Presidência da República. Acrescentou mais: “está bastante claro que não está dando certo o ministro Vélez. É uma pessoa honrada, mas está faltando gestão. Na segunda-feira, vamos tirar a aliança da mão direita, ou vai para a esquerda ou vai para a gaveta — havia dito o presidente pela manhã, acrescentando que a decisão já está tomada”.

Vélez, que está nesta sábado em Campos do Jordão (SP) para participar como palestrante de um fórum empresarial, afirmou que não pretende entregar o cargo.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.