BUSCAR
BUSCAR
Mudanças
Bolsonaro avalia dar liderança ao centrão e destitui Bia Kicis da vice-liderança do governo no Congresso
Deputada também é uma dos 6 congressistas que votaram contra a proposta de transformar o Fundeb
Poder 360
23/07/2020 | 06:07

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) foi afastada da vice-liderança do governo no Congresso Nacional a pedido do presidente Jair Bolsonaro. O despacho foi publicado em edição extra do Diário Oficial nesta 4ª feira (22.jul.2020).

Bia Kicis é alvo do inquérito das fake news e da investigação do STF (Supremo Tribunal Federal) que apura o financiamento de atos com pauta antidemocrática.

A deputada também é uma dos 6 congressistas que votaram contra a proposta de transformar o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) em política permanente. O texto foi aprovado por ampla maioria no Congresso e já tem relator no Senado.

Nesta 4ª, Bolsonaro comemorou a aprovação do projeto, que disse enxergar como vitória do “comum acordo” entre o Executivo e o Legislativo.

Bolsonaro se irritou com a atitude de seis deputados bolsonaristas do PSL, que, mesmo com a mudança de posição do governo, votaram no primeiro turno contra o Fundeb, expondo uma fragilidade na articulação do Planalto e passando a impressão de derrota.

O antigo partido do presidente é também o do líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (GO).

“Seis ou sete votaram contra. Se votaram contra, eles devem ter os seus motivos. Só perguntar para eles por que votaram contra. Agora, alguns dizem que a minha bancada votou contra. A minha bancada não tem seis ou sete, não. A minha bancada é bem maior do que essa aí”, disse Bolsonaro nesta quarta em frente ao Palácio da Alvorada.

Foram 499 votos favoráveis, 7 contrários e nenhuma abstenção no 1º turno. No 2º, o resultado foi de 499 a 6. Para PECs serem aprovadas são necessários votos de ao menos 3/5 dos 513 deputados em 2 turnos de votação. No Senado, também é preciso o mínimo de 3/5 em 2 turnos.

Votaram contra no 1º turno: Bia Kicis (PSL-DF), Chris Tonietto (PSL-RJ), Filipe Barros (PSL-PR), Junio Amaral (PSL-MG), Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP), Márcio Labre (PSL-RJ) e Paulo Martins (PSC-PR).

No 2º turno os contrários foram: Bia Kicis (PSL-DF), Chris Tonietto (PSL-RJ), Zacharias Calil (DEM-GO), Filipe Barros (PSL-PR), Junio Amaral (PSL-MG) e Paulo Martins (PSC-PR).

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.