BUSCAR
BUSCAR
Investigação
Bandivas são indiciadas por apologia ao tráfico nas redes sociais
Legislação brasileira prevê pena entre três e seis meses de detenção ou pagamento de multa
Por Redação
07/05/2017 | 19:15

Quase um mês depois de chamarem a atenção nas redes sociais, as chamadas Bandivas, junção dos nomes bandidas e divas, as cariocas que ostentaram réplicas fuzis e pistolas em fotos na internet, foram indiciadas por apologia ao tráfico.

Titular da 21ª DP (Bonsucesso), o delegado Wellington Vieira informou, nesta sexta-feira (5), que as duas foram investigadas em inquérito sobre o tráfico no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Ao Extra, o delegado lembrou que, segundo o Código Penal, “fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime” tem uma pena prevista entre três e seis meses de detenção ou pagamento de multa, em caso de condenação.

Vieira disse ainda que a investigação também teve como objetivo checar a ligação das suspeitas com o traficante Thiago da Silva Folly, conhecido como TH ou Riqueza, integrante da facção Terceiro Comando Puro (TCP). Atualmente, Folly tem recompensa de R$ 2 mil estipulada pelo serviço Disque-Denúncia (2253-1177) por sua captura. O delegado não informou se o inquérito comprova tal conexão.

 

 

Fonte: Notícias ao minuto

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.