Laíre Rosado (Alex Regis)

Ex-deputado Laíre Rosado deixa presídio com tornozeleira eletrônica

O ex-deputado federal Laíre Rosado, pai da atual deputada estadual Larissa Rosado (PSDB), deixou na tarde deste sábado, 30, o Cento de Detenção Provisória de Apodi, onde estava preso desde março deste ano. Laíre foi liberado com uma tornozeleira eletrônica, segundo informou a jornalista Thaisa Galvão.

Aos 72 anos, Laíre Rosado estava preso desde 22 de março deste ano, acusado por lavagem de dinheiro, corrupção passiva e formação de quadrilha. Os policiais federais prenderam o ex-deputado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Belo Horizonte, onde Rosado atuava como médico.

Detenção se deu em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela 7ª Vara da Justiça Federal de Mato Grosso, que o condenou a 11 anos e 2 meses de reclusão em regime fechado.

Alvo da Operação Sanguessuga, Laíre foi condenado na metade do ano passado a cumprir 9 anos e 6 meses de prisão. Em 2006 foi acusado pelo Ministério Público Federal por ter destinado R$ 110 milhões em emendas parlamentares.

Populares relatam pânico em novo confronto na Ponte de Igapó

A Polícia Militar registrou na tarde deste sábado, 30, mais um confronto na comunidade conhecida como Mosquito, próximo ao bairro das Quintas, zona Oeste de Natal. A situação, inclusive, foi relatada por alguns populares que passavam pela Ponte de Igapó, no momento da ação policial.

Segundo os relatos, homens armados com escopeta e fuzis invadiram o local deixando quem passava na ponte de Igapó em pânico. Em foto publicada no Portal BO, inclusive, aparece passageiros de transportes deitados no piso do ônibus para tentar se proteger de eventuais tiros.

De acordo com o Portal BO, equipes do 9° Batalhão e BPChoque foram acionadas, mas os criminosos fugiram. Um dos policais que esteve na comunidade afirmou a reportagem do PortalBO que várias cápsulas de escopeta calibre 12 e até de fuzis calibre 762 foram encontradas. Algumas residências foram invadidas e pelos bandidos e depredadas.

droga

Mulher é presa com meio quilo de cocaína em ônibus em Macaíba

A Polícia Rodoviária Federal aprendeu na noite desta sexta-feira (29), na BR 304 em Macaíba, um pacote contendo cerca de 500 gramas de cocaína.

A droga estava com a passageira de um ônibus que fazia a linha de Natal para a cidade de Jucurutu, região seridó do Estado.

Durante a fiscalização, a mulher alegou que teria pego o entorpecente próximo a uma lata de lixo, na estação rodoviária de Natal e que deveria entregar a encomenda a uma pessoa na cidade de Jucurutu.

Diante do flagrante, a mulher foi presa e conduzida à Delegacia de Plantão da Zona Sul em Natal, para os procedimentos legais.

Polícia Rodoviária Federal recupera carreta e parte de carga roubada na BR 304

A Polícia Rodoviária Federal recuperou na tarde desta sexta-feira (29), no km 74 da BR 304, em Assu, uma carreta de cor branca, ano 2000, que seguia de Recife para Fortaleza, com uma carga de pneus novos. O veículo era conduzido por um senhor de 61 anos, residente em Recife.

Uma equipe da PRF realizava patrulamento, quando ao se aproximar de um caminhão, o motorista fez sinais para a viatura parar. Nesse momento foi informada que havia ocorrido um roubo de um veículo e de sua carga pela manhã, e que o seu condutor foi resgatado, após pedir ajuda às margens da rodovia.

O motorista disse que roubaram seu carro na cidade de Riachuelo/RN, e que ele foi feito refém em um matagal próximo a cidade de Lajes/RN. Disse ainda que havia visto um veículo parecido com o seu, parado nas proximidades da localidade conhecida como Zé da Volta, entre as cidades de Assu e Mossoró.

A equipe colocou o mototista na viatura e seguiu fazendo diligências, quando encontrou o caminhão parado em uma estrada viscinal, próxima à rodovia BR 304.

O veiculo estava com as portas destravadas, a chave na ignição e todos os equipamentos eletrônicos de localização destruídos. No semi reboque (baú), que estava com a porta traseira danificada, foram encontrados 48 pneus, parte restante da carga roubada.

Diante dos fatos, o motorista e o veículo foram conduzidos para a delegacia de Polícia Civil de Mossoró, onde foi registrada a queixa do roubo e a consequente devolução do caminhão ao seu proprietário.

Ausências de deputados levantam suspeitas sobre falta de união nas chapas

Tão – ou talvez até mais – sentida quanto as presenças de alguns nomes nos eventos políticos das chapas encabeçadas por Carlos Eduardo Alves (PDT) e por Robinson Faria (PSD), foram as ausências de certos deputados estaduais e federais aos encontros realizados nesta sexta-feira, 29. Sobretudo, na reunião do ex-prefeito de Natal, visto que a ele, apenas um deputado estadual esteve presente: Albert Dickson (PROS), que fez questão de deixar claro, ao final, que ainda não garantiu apoio a Carlos Eduardo.

Por meio de nota, Albert Dickson explicou que esteve presente ao evento para confirmar o apoio ao deputado federal Antônio Jácome (PODEMOS), mas que ainda se reunirá com a cúpula nacional da sigla para definir quem apoiará para o Governo do RN. Além dele, foi ao local do evento também o deputado estadual Getúlio Rêgo (DEM), que acabou indo embora antes mesmo do evento começar (houve um atraso de quase uma hora).

José Adécio, colega de Getúlio no DEM, sigla que compõe a chapa de Carlos Eduardo, também não foi. Assim como os parlamentares do MDB, Hermano Morais e Nélter Queiroz, mesmo diante do fato de que o senador Garibaldi Alves Filho, presidente estadual da sigla, é pré-candidato a reeleição.

No caso de Nélter, não é de hoje que comenta-se nos bastidores da política que ele não tem concordado com os rumos que a chapa proporcional está tomando, pois dificultaria a reeleição dele. Sobre Hermano, a informação é que ele não teria sido “informado”, nem “convidado” para o evento. Por isso, não compareceu.

Além disso, levou “falta”, também, o deputado estadual Jacó Jácome (PSD), filho do deputado federal Antônio Jácome, que seria, talvez, o principal nome do evento de sexta-feira, pois o encontro oficializava a condição dele de integrante da chapa de Carlos Eduardo. Jacó, porém, vive uma situação delicada pois integra o PSD, partido presidido no Estado pelo governador Robinson Faria, adversário de Carlos Eduardo e que pode não dar a legenda para o filho de Jácome ser candidato à reeleição.

Outro “filho ausente” nesse evento foi o deputado federal Felipe Maia (DEM), primogênito do senador José Agripino Maia (DEM). Felipe foi diretamente atingido pela decisão do senador de não ser candidato a reeleição para “contribuir”, segundo ele, na vitória de Carlos Eduardo Alves, visto que, com a decisão, Agripino vai para a disputa pela Câmara dos Deputados, forçando o filho a disputar a Assembleia Legislativa ou sair, pelo menos temporariamente, do cenário político.

OUTRO LADO

Além da chapa de Carlos Eduardo, no encontro do PSDB que oficializou o apoio à reeleição de Robinson Faria, também foram sentidas as ausências dos deputados Tomba Farias e Larissa Rosado. Ambos podem integrar, segundo também se comenta nos bastidores, a chapa de Carlos Eduardo, apoiando de maneira não oficial (visto que não podem levar o partido para isso) o ex-prefeito.

Cavani foi o principal nome da vitória do Uruguai (Fifa)

Cavani marca duas vezes, Uruguai bate Portugal por 2 a 1 e vai às quartas

O técnico uruguaio Óscar Tabárez afirmou na véspera da partida com Portugal que sua seleção vivia o melhor momento dos últimos 12 anos e que era hora de a equipe celeste recuperar o seu protagonismo. Ao seu lado, o atacante Luis Suárez balançou a cabeça positivamente e, depois, disse que o jogo deste sábado ficaria marcado. Pois quis a história que os bicampeões mundiais derrotassem os atuais campeões europeus por 2 a 1 com gols de Cavani, em Sochi, e avançassem para as quartas de final da Copa do Mundo da Rússia. Agora, o Uruguai vai buscar uma vaga entre os quatro melhores diante da França.

Foi um jogo em que a seleção portuguesa teve mais presença ofensiva, e a uruguaia, mais presença de espírito. Porque o Uruguai soube explorar bem os seus contragolpes e manteve durante todo o jogo a sua principal característica nesta Copa, a de fechar os espaços na defesa, impedindo os avanços de Cristiano Ronaldo.

O craque português até teve duas boas chances no primeiro tempo. A primeira, aos 5, em chute quase frontal que parou nas mãos de Muslera. Mais tarde, em cobrança de falta a uma distância em que está acostumado a mandar a bola na rede, mas que dessa vez parou na barreira.

Depois disso, Cristiano Ronaldo foi empurrado pelo trio defensivo formado por Giménez, Godín e Cáceres para os lados de campo. Assim, o único jogador diferenciado da esquadra portuguesa ficou muito longe da meta adversária e dos companheiros. Afastado do melhor do mundo, o atacante Gonçalo Guedes foi figura nula. Andre Silva, que entrou em seu lugar na etapa final, também.

O que pesou a favor do Uruguai foi justamente o seu ataque, formado por dois jogadores acima da média. É verdade que Suárez às vezes exagera – neste sábado, ele se atirou duas vezes no campo levando as mãos à nuca quando de fato foi atingido nas costas -, mas também é verdade que, com a bola nos pés, sabe fazer a diferença. De quebra, tem ao seu lado na equipe celeste um atacante de área que não perdoa.

Partiu de uma trama da dupla o gol que abriu a contagem. Aos sete minutos, Cavani inverteu o jogo da direita para a esquerda e Suárez, em bonita jogada individual, arrumou espaço para cruzar no segundo pau para o gol do companheiro.

Com Cristiano Ronaldo empurrado para os flancos e sem conseguir trabalhar a bola pelo meio, Portugal passou todo o segundo tempo jogando na base do abafa e dos cruzamentos para a área. O time até chegou ao empate, em cabeceada de Pepe após cobrança de escanteio aos nove. Mas a tática de passar 50 minutos cruzando a bola pelo alto era apenas fortuita. Não havia quem pudesse mandar a bola para dentro.

Pelo lado do Uruguai, havia. E ele se chamava Edinson Cavani. Aos 16, o atacante recebeu passe na meia esquerda, enquadrou o corpo e bateu de primeira no canto oposto, em curva, marcando um golaço e sacramentando a classificação uruguaia.

Governador Robinson Faria e presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, em Currais Novos (Demis Roussos)

Hospital Regional de Currais Novos ganha dez novos leitos de UTI

A região Seridó do Rio Grande do Norte acaba de ganhar importante reforço na luta pela vida de pacientes em estado crítico de saúde. O governador Robinson Faria inaugurou, neste sábado (30), os novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) instalados no Hospital Regional Mariano Coelho, em Currais Novos.

Na ocasião, foram entregues dez novos leitos de UTI adulto, ampliando a capacidade da unidade hospitalar. O investimento foi de R$ 1,8 milhão com recursos próprios do tesouro estadual e se soma a outros dez leitos de UTI Neonatal que serão entregues no próximo mês de julho, tornando o hospital referência na atendimento materno-infantil.

“Entrava governo e saia governo sempre com a promessa de ampliação que nunca aconteceu. Achei que ia me aposentar e não ia ver esse sonho realizado. Hoje estou aqui, ainda sem acreditar, mas com o sentimento de gratidão ao governador por realizar esse sonho”, comemorou a técnica de enfermagem Lúcia Assunção, que trabalha na UTI do hospital há 30 anos.

Antes com um total de 84 leitos, entre cirurgia, clínica, obstetrícia e pediatria clínica, a unidade passará a contar com 100 leitos, garantindo um atendimento de qualidade à população da região. A unidade dá suporte a aproximadamente 60 municípios de todo o RN, sendo 25 somente da região do Seridó.

“Este investimento representa a possibilidade de conseguirmos salvar mais vidas. Isso me motiva como gestor, então hoje é mais um dia de realização, de mais um avanço no setor de Saúde do RN, em especial da região do Seridó”, disse o governador Robinson Faria.

Secretário de Estado da Saúde, Pedro Cavalcanti destaca que além dos novos leitos e equipamentos, serão convocados novos profissionais dentre os aprovados no processo seletivo e concurso público promovidos pela Sesap para compor o quadro do hospital.

“Após a homologação do concurso, vamos convocar os aprovados e relocá-los, priorizando os locais onde estão sendo entregues as novas UTIs, como é o caso de Currais Novos. Estamos trabalhando para que dentro de 30 dias esteja tudo funcionando em sua plenitude”, falou o titular da Sesap.

A previsão é que o concurso seja homologado no próximo dia 4 com a convocação de 404 aprovados, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e farmacêuticos.

Central do Cidadão

Antes da solenidade no Hospital Regional Mariano Coelho, o governador Robinson Faria vistoriou o andamento das obras da nova Central do Cidadão de Currais Novos, cujo investimento é de R$ 3,4 milhões com recursos do Governo Cidadão através do acordo de empréstimo junto ao Banco Mundial.

O novo prédio faz parte do planejamento do governo em construir sedes próprias das Centrais em terrenos do Estado, gerando economia aos cofres públicos. “E não estamos apenas construindo novos equipamentos, mas também capacitando os servidores lotados nas Centrais para melhor atender a população”, destacou o chefe do Executivo estadual.

O RN possui um total de 23 prédios de Centrais do Cidadão, sendo 21 já construídos ou em processo de reforma. Dessas 21 unidades, 20 estão em imóveis próprios do Estado. O investimento total nestas 21 centrais é de R$ 12,3 milhões.

Vagner Araújo, secretário extraordinário de Gestão de Projetos e Metas e de Trabalho, Habitação e Assistência Social, destaca que as novas unidades contam com dois diferenciais. “Além de ser uma estrutura planejada para o funcionamento desses múltiplos serviços que as Centrais oferecem, as novas unidades passarão a contar com serviço de agendamento via internet ou pelo celular, evitando filas e transtornos aos usuários” ressaltou.

O espaço beneficia oito municípios (Currais Novos, Lagoa Nova, Cerro Corá, São Vicente, Acari, Campo Redondo e Tenente Laurentino Cruz) com uma média de 35 mil atendimentos mensais.

No local serão oferecidos os serviços do Banco Cidadão, Junta Militar, Procon, Datanorte, Detran, Carteira de Trabalho, CREA-RN, Identidade, CPF, Secretaria de Tributação, Intermediação de Emprego pelo SINE e Tribunal Regional.

A solenidade foi acompanhada por diversos secretários de Estado mais lideranças e população do Seridó.

Porta helicoptero da Marinha

Marinha brasileira recebe novo porta-helicóptero de mais de 200 metros

A Marinha do Brasil recebeu ontem de manhã na base naval de Davenport, no Reino Unido, a nova nau capitânia da armada nacional, o porta-helicópteros de múltiplo emprego PHM A-140 Atlântico, ex-Ocean, da frota inglesa. O navio, um gigante de 203 metros, o tamanho de dois campos de futebol, e cerca de 22 mil toneladas de deslocamento, leva até 18 aeronaves de diversos tipos.

Além dos 465 tripulantes, pode transportar cerca de 800 fuzileiros prontos para combate, um esquadrão de blindados de ataque, lanchas de desembarque anfíbio e veículos de emprego geral. Em missões humanitárias, os conveses inferiores têm capacidade para receber um hospital de emergências configurado para realizar atendimentos e cirurgias complexas. O Atlântico custou 84,6 milhões de libras esterlinas, cerca de R$ 350 milhões ao câmbio de dezembro de 2017, quando o negócio foi fechado, em Londres. O pagamento será feito em parcelas.

Para o comandante da Marinha, almirante Leal Ferreira, o PHM “aprimora a realização de tarefas do Poder Naval, como a projeção de poder em terra e o controle de áreas marítimas”. Segundo Leal Ferreira, “as características do navio ampliam as possibilidades de atuação em operações de paz e na assistência às populações vítimas de desastres naturais”. A transferência do navio foi marcada por uma cerimônia de grande tradição nas forças navais, a Mostra de Armamento, em que o escudo com a insígnia da unidade é apresentado e a bandeira do país sob o qual navega é hasteada pela primeira vez. O representante brasileiro na solenidade foi o almirante Ilques Barbosa Jr, Chefe do Estado Maior da Armada.

O Atlântico passou por um período de dois meses de manutenção e revisão. Recebeu a cor regular, cinza, da frota militar brasileira, o novo nome e a matrícula de identificação. O ciclo, envolvendo cursos de familiarização e de treinamento com os sistemas de bordo, foi acompanhado pelos integrantes das primeiras equipes de tripulantes. O A-140 chegará em agosto ao Rio de Janeiro. Construído entre 1995 e 1998, o navio passou por uma ampla modernização entre 2012 e 2014. Antes, faz uma escala em Portugal. O porta-helicópteros vai ter uma ala aérea em condições de operar com todas as aeronaves de asas rotativas em uso pela Marinha: os grandes Seahawak Super Puma e Cougar, combinados com os médios Linx, Esquilo e Bell Jet Ranger. O convés de voo permite atuar com sete deles simultaneamente. A composição será sempre variada, ajustada de acordo com cada missão programada.

Embora o sistema de armas embarcadas tenha perdido os canhões de tiro rápido Phalanx (de controle eletrônico e destinados a barrar mísseis anti-navio) e certos tipos de granadas de artilharia (não incluídos no pacote da venda pelo governo britânico), o PHM manteve quase todos os recursos digitais avançados entre os quais o poderoso radar de designação de alvos e controle de área, o Artisan. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O presidente assinou o decreto durante evento no Palácio do Planalto nesta quinta-feira (28) - Foto: Cesar Itiberê/PR

Temer assina decreto que garante 30% das vagas de estágios a negros

O presidente da República, Michel Temer, assinou nesta quinta-feira (28) um decreto que reserva 30% de vagas em processos de estágio no serviço público para estudantes negros.“É com extraordinária satisfação que assinamos essa medida tão importante para a inserção da juventude negra no mercado de trabalho brasileiro”, ressaltou em cerimônia no Palácio do Planalto. As regras também se aplicam à contratação de jovens aprendizes.

A proposta é aplicar a mudança na administração pública, autarquias, fundações públicas e das sociedades de economia mista controladas pela União, como o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Petrobras.

Durante o evento, o presidente afirmou ainda que o decreto representa um dos conceitos e pilares de seu governo com a responsabilidade social. “Nestes dois anos de governo, nós fizemos mais do que muitos anos anteriores. Pautados pela responsabilidade política, nós continuamos os programas bons para a população”, afirmou Temer, que citou como exemplo o aumento no valor do Bolsa Família e o zeramento da fila de espera do programa.

Pelo decreto, poderão concorrer às vagas reservadas candidatos negros que se autodeclararem pretos ou pardos no ato da inscrição na seleção de estágio, conforme o quesito cor ou raça utilizado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Lewandowski define hoje rito para julgamento final do impeachment

Plenário do STF ainda decidirá sobre privatizações de estatais

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou para referendo do plenário da Corte a decisão que proibiu a privatização de estatais sem aval do Congresso em casos em que há perda de controle acionário. A decisão de pautar é da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia.

Os 11 ministros da Corte, no entanto, só voltam a se reunir em agosto, em função do recesso do Judiciário, que começa na segunda-feira e dura todo o mês de julho. No plenário, quando a ação for julgada, os ministros podem manter ou derrubar a decisão liminar de Lewandowski.

Na sexta, 29, o ministro decidiu convocar audiência pública, sem data definida, para discutir o assunto. “Considerando a relevância político-jurídica do tema versado na presente ação, convoco audiência pública (…) para ouvir depoimento de pessoas com experiência e autoridade em processos de transferência do controle acionário de empresas públicas, sociedades de economia mista e de suas subsidiárias ou controladas”, declarou Lewandowski.

Na quarta-feira, ele concedeu liminar para determinar que a venda de ações de empresas públicas, sociedades de economia mista ou de suas subsidiárias ou controladas exige prévia autorização legislativa, sempre que se cuide de alienar o controle acionário.

Em outra liminar, também na quarta-feira, Lewandowski retirou a Ceal do leilão de privatização das distribuidoras da Eletrobrás, atendendo a pedido do governo de Alagoas. A decisão foi considerada pela área econômica um “tiro no pé” da própria empresa, pois o atraso deve fazer com que a Ceal, uma das mais atrativas para os investidores, seja prejudicada. No limite, se a liminar não for revertida, a decisão pode levar até mesmo à liquidação da distribuidora. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.