Assembleia recebe pedido de impeachment contra Rosalba Ciarlini

Um grupo de servidores vinculados a sindicatos e de políticos detentores de mandato entregou ao presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ricardo Motta (PROS), documento solicitando o impeachment da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), na manhã desta quinta-feira 31. O documento foi remetido ao setor jurídico do Legislativo para ser analisado.

“Nós recebemos o documento, como recebemos todos os dias diversos documentos aqui na nossa Casa. O setor jurídico da Assembleia vai analisar seu conteúdo e, só então, teremos a orientação de como deveremos proceder. Não quero antecipar qualquer juízo de valor porque não tivemos condições de analisar o teor do pedido”, afirmou o presidente da Assembleia, deputado Ricardo Motta.

Ministro Garibaldi assina acordo para a realização do Fórum Mundial de Seguridade Social no Brasil

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, celebrou na manhã desta quinta-feira 31, acordo para que o próximo Fórum Mundial de Seguridade Social, em 2016, ocorra em Natal, capital do Rio Grande do Norte. O evento é organizado pela Associação Internacional de Seguridade Social – AISS.

A assinatura do acordo foi realizada entre o ministro e o Secretário-Geral da AISS, o dinamarquês Hans Horst Konkolewsky.

A AISS é a principal organização internacional que reúne agências e instituições de seguridade social. O objetivo é promover e fomentar a excelência na administração da seguridade social, por meio de consultorias especializadas, o acesso à informação, plataformas e diretrizes práticas, para que os membros possam criar e promover um sistema de seguridade social dinâmico em todo o mundo.

Na celebração do acordo também estarão presentes a governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini; o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Nunes Alves; o secretário-executivo do Ministério da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas; a secretária-executiva adjunta, Elisete Berchiol da Silva Iwai; o secretário de Políticas de Previdência Social, Leonardo Rolim; o secretário de Políticas de Previdência Complementar, Jaime Mariz; a embaixadora da Previdência Social, Maria-Tereza Lázaro, além do presidente do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, Lindolfo Sales.

O Fórum Mundial de Seguridade Social acontece a cada três anos. Neste ano, ele será realizado em Doha, no Qatar, em novembro.

Em meio à pressão, carlos eduardo é impedido de sair da prefeitura e chega a puxar faixa das mãos dos servidores

Em meio à pressão, Carlos Eduardo é impedido de sair da Prefeitura e chega a puxar faixa das mãos dos servidores

A política do “congelamento salarial” apresentada pelo prefeito Carlos Eduardo levou cerca de mil servidores públicos municipais às ruas na manhã desta quarta-feira, criticando a situação de greve provocada pelo governo através dos gritos de guerra “Servidores na rua. Prefeito, a culpa é sua”. Liderados pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Natal (Sinsenat), trabalhadores de diversos órgãos da administração municipal que estão paralisados desde o dia 15 de outubro saíram em caminhada pelo centro da cidade até a sede da Prefeitura, no Palácio Felipe Camarão.

As bandeiras do Brasil e de Natal hasteadas indicavam que o prefeito estava na sede da Executivo Municipal no momento em que os servidores chegaram. Em um intervalo de dez minutos, a bandeira de Natal foi recolhida, de modo a sinalizar que Carlos Eduardo não estava mais no local. Entretanto, na tentativa de sair rapidamente da sede, o prefeito foi cercado por servidores.

“Eu assumi agora. Não tenho culpa dos problemas que aconteceram”, disse o prefeito, em meio aos questionamentos dos servidores. Ao lado do chefe de gabinete Sávio Hackradt, que tentava lhe encaminhar ao veículo da prefeitura, Carlos Eduardo berrou, puxou a faixa das mãos de um dos servidores e, chateado, disse que sairia do local de todo jeito. “Eu vou passar! Eu vou passar!”. No contra-fluxo dos servidores, ele finalmente entrou no carro e acenou para a população.

De acordo com o Sinsenat, o prefeito Carlos Eduardo está se negando a apresentar uma nova proposta para o fim da greve dos servidores, que estão reivindicando o cumprimento da data-base vencida no mês de março deste ano. “Durante dez meses nós tentamos negociar com prefeito e sensibilizá-lo para o cumprimento da lei da data-base em 2013. Mas ele quer retornar à sua política da gestão anterior, que é oferecer um salário mínimo ao servidor. Carlos Eduardo quer retornar aos últimos seis anos de sua gestão e congelar o salário de mais de quatro mil servidores, sem respeitar o tempo de serviço e a qualificação dos profissionais”, questionou a presidente do Sinsenat, Soraya Godeiro.

Deputados são contra o impeachment da governadora Rosalba Ciarlini

Os deputados Kelps Lima (Solidariedade), Raimundo Fernandes e Vivaldo Costa (PROS), pronunciaram-se contrários a um  pedido de impeachment para a governadora Rosalba Ciarlini solicitado pelo Sindsaúde, mas ainda não protocolado na Assembleia Legislativa. “Esse é um assunto que deve ser tratado com muito cuidado, já que um pedido de impeachment só deve ser admitido quando tem embasamento jurídico”, disse o deputado do Solidariedade.

De acordo com Kelps Lima, “o governo tem tido resultados muito ruins administrativamente, mas isso não justifica e poderá abrir precedentes perigosos para a democracia e amanhã um governante que queira fazer mudanças estruturais no Estado que contrarie interesses poderá ser vítima de alguma ação golpista”, disse ele, cujo raciocínio é compartilhado com Vivaldo Costa. “Essa história de impeachment é um absurdo. Não se faz isso com uma rosa”, brincou o chamado “papa jerimum” do Seridó.

Outro que se mostra contra um pedido de impeachment da governadora Rosalba Ciarlini é Raimundo Fernandes, do PROS. Liderado do presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta o deputado oestano diz que não vê motivos concretos para pedido de impeachment, assunto que ele considera complexo e polêmico. “No meu entendimento, não existem razões supervenientes que justifiquem um ato considerado extremo”, ressalta Raimundo Fernandes, acrescentando que qualquer decisão que venha a adotar, primeiramente ouve o seu partido, o PROS, presidido no Estado pelo deputado Ricardo Motta.

Um dos poucos defensores do pedido de impeachment da governadora, o deputado Nelter Queiroz entende que existem motivos para pedir o impedimento da atual gestão governamental. “Acredito ser viável diante da falta de gestão e precariedade nos serviços públicos como saúde e segurança pública. “Se a matéria chegar à Assembleia Legislativa vamos examinar”, disse Nelter Queiroz, que é um dos deputados mais críticos da atual administração estadual.

Sandro ironiza denúncia de adão ao conselho de Ética: “tem um corrupto querendo me cassar”

Sandro ironiza denúncia de Adão ao conselho de Ética: “Tem um corrupto querendo me cassar”

O vereador Adão Eridan, do PR, apresentou na tarde desta terça-feira, formalmente, uma denuncia ao Conselho de Ética contra o vereador Sandro Pimentel, do PSOL. O motivo: incitação da violência. Sandro está preocupado com isso? Não. Tanto que ele tratou o caso com ironia. “Estou muito preocupado. Olha a minha cara. Não vou nem dormir hoje (falando de forma irônica) por saber que tem um corrupto, condenado pela Justiça querendo me cassar”, afirmou Sandro Pimentel, sorrindo e fazendo referência, na declaração, à condenação que Adão sofreu ao processo da Operação Impacto.

Por sinal, essa não foi à única referência feita ao Conselho de Ética na sessão desta terça – lembrando que essa é uma das possibilidades de perda de mandato do parlamentar. A Casa, antes de ser ocupada pelos manifestantes do sindicato dos trabalhadores do transporte alternativo de Natal (Sitoparn), também viu o próprio Sandro questionar a Mesa Diretora sobre a localização de uma denúncia apresentada por ele contra o próprio Adão.

Em setembro, Sandro Pimentel denunciou o vereador do PR também ao Conselho de Ética porque o parlamentar do PR o chamou de mentiroso. “Não vou admitir isso. Não vou admitir que um vereador corrupto me chame de mentiroso. Mas até agora não saiu do canto (a denúncia). Ninguém sabe nem a onde é que está”, afirmou Sandro Pimentel.

Irmão da ex-governadora Wilma de Faria é absolvido em ação criminal do Foliaduto

Considerado um dos maiores “escândalos” da administração da ex-governadora Wilma de Faria (PSB), o “Foliaduto” vai tendo seu desfecho na Justiça. Melhor para Carlos Faria, irmão da ex-gestora, que está conseguindo provar a inocência dele em cada decisão. Nesta terça-feira, por exemplo, foi divulgada a sentença do juiz Cleanto Alves Pantaleão Filho, referente à ação penal do caso. E, mais uma vez, Carlos Faria foi inocentado.

Em abril, o irmão de Wilma já havia ficado livre do outro processo proveniente do “Foliaduto”, que tratava da irregularidade “administrativa”, ou seja, da improbidade administrativa constatada no caso. Carlos Faria, como secretário-chefe do Gabinete Civil, foi um dos denunciados pelo Ministério Público do RN, mas foi considerado inocente em decisão do Tribunal de Justiça do RN, já passada a fase de recurso.

“Foram dois processos provenientes desse caso, um na Fazenda Pública, que tratava do ressarcimento aos cofres públicos, e outro penal. Carlos Faria foi absolvido nos dois. Sempre acreditei na postura proba e honesta dele. Agora a Justiça confirma isso com essas decisões”, ressaltou o advogado Erick Pereira, que fez a defesa de Carlos Faria nas duas ações.

Segundo o juiz Cleanto Alves Pantaleão Filho, “em que pese todo o esforço do Ministério Público Estadual, não encontro, nestes autos, elementos probatórios que sejam suficientes para que se possa condenar o acusado Carlos Faria” e, ressalta o magistrado, é preciso provas para se condenar alguém.

Vice-governador critica gestões de rosalba e fafá: “mossoró não é esse céu azul vendido na mídia”

Robinson Faria enfrentará a “chapa do acordão” em 2014

A aliança entre o PMDB e o PT no Rio Grande do Norte, após o afastamento do PMDB da base da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), foi classificada na manhã desta quarta-feira como fruto de um acordo de gabinetes em Brasília, resultando nas prováveis candidaturas do empresário Fernando Bezerra (PMDB) para o governo e da deputada federal Fátima Bezerra (PT) para o Senado. Em entrevista ao “Jornal da Cidade”, da FM 94, o pré-candidato do PSD a governador do RN , vice-governador Robinson Faria, afirmou que enfrentará a “chapa do acordão” nas urnas de 2014.

“Quanto mais surgem essas chapas, quanto mais surgem esses acordões, mais motivados nós ficamos”, disse Robinson, ao ser abordado sobre as últimas notícias, dando conta da aliança entre PMDB e PT no estado. Convicto, Robinson afirmou que sempre gostou da ousadia, da inovação e da motivação. “Não adianta eu me abalar a cada dia assistindo chapas, algumas delas isolando o PSD. O PSD não vai ficar sozinho. Nós vamos para a rua, vamos apresentar o nosso projeto à população”, afirmou o pré-candidato, declarando que a discussão sobre 2014 não é de nomes, mas de projetos para a população.

“O povo quer saber quem está disposto a consertar o Estado. Até disseram: Robinson, o RN está acostumado a eleger políticos com perfil carismático, simpáticos, candidatos mais leves, sorridentes. Eu digo que o RN cansou desse perfil. Candidatos com esse perfil carismático eram Micarla e Rosalba, e deu no que deu. O que o povo quer é um governador que não fique sorrindo, mas que apresente resultados para a população”, afirmou, enumerando projetos para os setores de Segurança Pública, Saúde, Educação, Turismo e Desenvolvimento.

Lula pronto para confronto com eduardo camos em pernambuco

Lula pronto para confronto com Eduardo Camos em Pernambuco

A disposição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para reforçar o palanque da presidente Dilma Rousseff (PT) – candidata à reeleição em 2014 – em Pernambuco é total. Para isso, ele promete deixar no passado todas as demonstrações públicas de afeto que fez ao governador Eduardo Campos (PSB), tratado agora como adversário.

Em vídeo publicado ontem pelo Blog de Jamildo, o ex-presidente promete vir a Pernambuco para fazer campanha para sua candidata, o que deve tornar complicada a vida eleitoral de Campos.

“Meus companheiros de Pernambuco podem me esperar!”, promete Lula, no vídeo feito na última terça-feira 29, após a sessão solene que comemorou os 25 anos da Constituição, no Senado Federal.

A recente pesquisa realizada pelo IPMN/JC apontou que o ex-presidente está nas cabeças dos eleitores quando o assunto é eleição. Ele é o preferido dos pernambucanos, vencendo o próprio governador.

Ontem, Lula atacou a principal aliada de Campos, a ex-senadora Marina Silva, afirmando que ela precisa receber lições de Economia.

Minimizando as declarações do ex-presidente, Eduardo Campos negou que estivesse preocupado com as investidas do ex-padrinho. Dizendo-se tranquilo, o governador assegurou que a relação com Lula permanece inabalável.

“Estou tranquilo. Tenho uma relação com o presidente Lula que vai além das relações políticas, conjunturais e eleitorais. Essa relação ficou inteiramente preservada quando vivemos a situação de palanques que não eram os mesmos e nem por isso nós deixamos de ter uma relação de grande respeito que continua viva”, disse Campos, referindo-se à campanha de 2012, quando ele bancou a eleição do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), e o PT teve como candidato o senador Humberto Costa.

Dilma é a segunda mulher mais poderosa do mundo, aponta forbes

Dilma é a segunda mulher mais poderosa do mundo, aponta Forbes

A presidente Dilma Rousseff é a segunda mulher mais poderosa do planeta, segundo o ranking 2013 da revista Forbes, divulgado nesta quarta-feira. A presidente subiu uma posição quando levando em conta apenas as mulheres, ficando com a segunda posição, atrás apenas da Chanceler Alemã, Angela Merkel, que foi listada como a quinta pessoa mais poderosa do mundo. Já no levantamento geral, Dilma caiu duas posições em relação a 2012. A lista – divulgada anualmente -, apresenta a petista na 20ª colocação. Ainda conforme a Forbes, o presidente russo, Vladimir Putin, superou o colega americano, Barack Obama, como o homem mais poderoso do mundo, que tem o papa Francisco em quarto lugar.

A revista americana levou em consideração quatro fatores para selecionar 72 pessoas que ocupam a lista: sobre quantas pessoas exercem poder; os recursos financeiros sob seu controle; se têm influência em mais de uma esfera; e como utilizam de maneira ativa seu poder para mudar o mundo.

Como justificativa para a aparição de Dilma na 20ª posição, a Forbes argumenta que a presidente comanda a 7° maior economia do mundo, com um PIB de US R 2,2 trilhões. A revista americana ainda lembra que o país será a sede da Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. No breve perfil da presidente brasileira, o texto ressalta a postura de Dilma durante a Assembleia da ONU, que usou sua fala para criticar os EUA por causa das denúncias de espionagem. A revista destacou que Dilma chegou a cancelar uma visita oficial aos Estados Unidos devido ao episódio de espionagem.

Em 2011, Dilma Rousseff apareceu na mesma lista como a 18ª pessoa mais poderosa do planeta. Em 2010, no mesmo levantamento, ela apareceu na 22ª colocação. Dilma manteve a terceira colocação entre as mulheres, ficando atrás apenas da chanceler alemã, Angela Merkel, e da secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama; o fundador da Microsoft, Bill Gates; o papa Bento XVI e a primeira-ministra da Alemanha lideram a lista dos 71 nomes mais poderosos do mundo.

Senador Aécio Neves pretende ampliar programa Bolsa-Família

Sob a justificativa de que o PT usa o Bolsa-Família como programa eleitoreiro e sempre que uma eleição se aproxima os petistas lançam boatos de que a oposição colocará em risco a continuidade do programa, o pré-candidato do PSDB à Presidência da República, senador Aécio Neves (MG), protocolou nessa quarta-feira um projeto de lei integrando a iniciativa à Lei Orgânica da Assistência Social (Loas). Na Loas já estão, por exemplo, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a aposentadoria dos trabalhadores rurais. “O Bolsa- Família passará a ser um programa de Estado, não de governo ou de um único partido”, afirmou Aécio.

Aécio também vai apresentar outros dois projetos nos próximos dias, todos ligados ao Bolsa-Família. Um deles mantém o benefício, mesmo que o chefe de família consiga um emprego, por um período de até seis meses. “Esse é um prazo de segurança, já que muitas pessoas temem abrir mão do Bolsa-Família sem a certeza de que permanecerão no emprego encontrado”, completou o tucano.

O outro projeto sugere que o programa seja acompanhado pelo Conselho Nacional de Assistência Social. A ideia é que assistentes sociais possam ser enviados às diversas regiões do país para acompanhar os beneficiários, bem como examinar as diversas condicionantes do Bolsa-Família. “O próprio governo admite que existem 2 milhões de crianças beneficiadas que não têm qualquer acompanhamento do Ministério do Desenvolvimento Social e 1,5 milhão com frequência escolar abaixo da necessária”, completou.

Aécio assegura que não haverá, do ponto de vista legal, nenhuma mudança com a inclusão do Bolsa-Família na Loas. “A distribuição dos recursos continuará sendo feita da mesma maneira e o custo total continuará sendo de 0,5% do PIB. A única alteração é que o programa se tornará permanente, sem tornar-se mero produto de manipulação eleitoral”, criticou o senador.