domingo,
Publicidade
x fechar anúncio
Prevenção
Dermatologista dá dicas de como se proteger nesse verão e evitar doenças de pele
Leonardo Ribeiro, que é presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia no RN, também apresentou a campanha 'Dezembro Laranja'
Reprodução
Leonardo Ribeiro, dermatologista e presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia no RN

Apesar de vivermos em um estado onde há sol boa parte do ano, nesta época de veraneio é mais recorrente a exposição aos raios solares. O dermatologista e presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia no RN, Leonardo Ribeiro, concedeu entrevista ao “Agora RN Live”, uma produção do Portal Agora RN, e deu algumas dicas de como se proteger e evitar problemas como o câncer de pele neste verão.

Antes de tudo, Leonardo afirmou que o uso do protetor solar diariamente é fundamental, até mesmo o uso de camisas que já incluem essa proteção. Além disso, “o uso de chapéus, um tempo prolongado na sombra, evitar os horários de pico do sol (10h às 16h) são medidas que juntas vão fazer com que se tenha uma menor chance de contrair doenças de pele causadas ou agravadas pelo sol”, completou. Para as crianças, a recomendação do dermatologista é que só se use filtro solar após os seis primeiros meses.

Em relação ao fator de proteção solar, o dermatologista enfatizou que dependerá de cada tipo de pele, mas que há “um consenso feito pela Sociedade Brasileira de Dermatologia que recomenda pelo menos um fator 30 de proteção”. Porém, segundo Ribeiro, o mais indicado seria fazer uma visita ao dermatologista para avaliar o seu tipo de pele e, assim, conseguir o melhor tipo de proteção.

Dezembro Laranja

Inspirado em campanhas como Outubro Rosa e Novembro Azul, a Sociedade Brasileira de Dermatologia decidiu criar o Dezembro Laranja, que consiste na conscientização sobre o câncer de pele e suas formas de prevenção.

De acordo com Leonardo Ribeiro, entre as incidências de câncer no Brasil, a maior delas é a de pele. Pensando neste fator, a Sociedade realiza essa campanha há quatro anos; em 2016, com apoio da Prefeitura de Natal, conseguiram, inclusive, iluminar monumentos públicos com a cor laranja para chamar atenção da população.