Campanha
Secretaria Municipal de Saúde inicia ações de Julho Amarelo em Natal
Julho Amarelo foi implementado pelo Ministério da Saúde para ser o mês de conscientização, prevenção e combate às Hepatites Virais
Assessoria de Imprensa
A partir da segunda quinzena de Julho, a Secretaria deve intensificar as ações alusivas ao Julho Amarelo

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Natal deu início as ações alusivas ao Julho Amarelo. A primeira ação promovida pela Secretaria Municipal de Saúde foi realizada na quinta-feira, 5, no Centro Pastoral na Vila de ponta Negra, e atendeu crianças, idosos e adultos. O Julho Amarelo foi implementado pelo Ministério da Saúde para ser o mês de conscientização, prevenção e combate às Hepatites Virais.

Durante a ação, que ocorreu das 8 às 13h, foram realizados mais de 160 testes para Hepatites B e C, Sífilis e HIV, além de terem sido oferecidas vacinas. O evento foi realizado com o apoio do Instituto Ives, que trabalha com a prevenção de hepatites em todo o Brasil. A partir da segunda quinzena de Julho, a Secretaria deve intensificar as ações alusivas ao Julho Amarelo.

Hepatite é uma espectro de doenças que atacam o fígado. No Brasil, as mais comuns são as de tipo virais A, B e C. Ainda no país, milhões de pessoas são portadoras do vírus de tipo B e C e não sabem, por isso a extrema importância da testagem e conscientização sobre o tema. Tanto a Hepatite B quanto a C podem ser transmitidas de diversas maneiras, inclusive através de relações sexuais sem proteção e compartilhamento de utensílios como agulhas.

No Brasil, quando tratadas adequadamente, 90 a 95% das pessoas adultas infectadas com o vírus da Hepatite B se curam. Em relação a prevenção, a vacinação contra a Hepatite B é disponibilizada em todo o Sistema Único de Saúde. Já a Hepatite C não tem vacina, sendo o controle do peso, do colesterol e da glicemia medidas que auxiliam reduzir a probabilidade de progressão da doença. O seu tratamento é mais complexo que da Hepatite B, tendo uma chance de cura que varia de 50 a 80% dos casos, a depender do genótipo do vírus.