quinta,
Publicidade
x fechar anúncio
Aprenda
Nutróloga lista os 10 erros que mais atrapalham o emagrecimento
As dicas vão te ajudar a não ganhar os inesperados quilinhos a mais durante uma dieta
Ilustração
A médica nutróloga Ana Luísa Vilela fez uma lista com dez principais erros

Lá vem a velha e (nem tão boa) história: não con-si-go emagrecer. Opa! Bem vindo ao mundo real. Sim, é difícil. Sim, dá pra fazer. Você pode estar cometendo erros recorrentes que podem parecer bobos mas que comprometem – e muito – o resultado da sua dieta.

Não está convencido? A médica nutróloga Ana Luísa Vilela fez uma lista com dez principais erros cometidos por quem quer emagrecer. Espia só:

1) Pular refeições: muita gente deixa de tomar o café da manhã ou escapa do jantar na tentativa de perder peso, um erro gravíssimo. “Nosso corpo trabalha com a programação metabólica e, ao deixar de se alimentar, na próxima refeição ele vai entender que precisa armazenar energia para não ser pego de surpresa novamente. Daí qualquer alimento que for ingerido será transformado em gordurinhas.”

2) Comer na frente da TV ou do computador: não importa a pressa, o momento da refeição deve ser feito com tranquilidade e consciência. “Ao comer na frente da TV ou do computador você acaba não prestando atenção na quantidade que está comendo e acaba exagerando no prato. Além disso, no trabalho come-se com pressa. Assim você não mastiga direito, prejudicando a digestão, e não sente o sabor do alimento. O cérebro não entende que já está saciado e é preciso comer mais”, diz a médica.

3) Carboidrato em todas as refeições: a duplinha arroz + feijão é muito nutritiva, mas deve ficar restrita a apenas uma refeição por dia. “Além disso, não dá para acrescentar à essa combinação, carboidratos como batata, por exemplo. Porque daí a refeição fica extremamente calórica”.

4) Trocar o refrigerante pelo suco industrializado: Fique esperto e observe o rótulo, bebidas industrializadas, mesmo aquelas à base de frutas, têm muito sódio e, principalmente, açúcar. Por isso, dê preferência ao suco natural de limão, por exemplo, e sem adoçar.

5) Não beber água: o nosso organismo precisa se manter hidratado para funcionar corretamente. Além disso, o cérebro confunde sede com fome e pode enviar uma falsa vontade de beliscar algo quando, na verdade, o que você precisa é de um copo d’água geladinho. “E água, além de dar saciedade, ajuda a limpar as toxinas e não tem calorias.”

6) Se deixar levar pela fome emocional: sabe aquela velha desculpa do “eu mereço”? É dela quem estamos falando. “É preciso saber distinguir a fome emocional da fome de verdade. Ao entender que a vontade de comer não é realmente uma necessidade física e conseguir resistir às tentações, você dá um grande passo na direção do emagrecimento saudável.”

7) Trocar refeições por shakes: eles são práticos e rápidos, mas devem ser consumidos com parcimônia ou podem deixar os rins sobrecarregados. Fique de olho.

8) Não comer fibras: frutas, legumes, verduras e grãos devem estar presente na maioria das refeições. Fibras trazem saciedade e evitam aquela fome fora de hora.

9) Comer sobremesa todos os dias: “você pode comer um docinho… de vez em quando, claaaaro! Mas, se quer realmente emagrecer, tem que fazer o sacrifício e aprender a provar porções menores e esporádicas, preferencialmente feitas com frutas e gelatina e sem muita gordura. Esqueça doces com massas folhadas, creme chantilly, creme de avelã e por aí vai.”

10) Beliscar errado: De bala em bala, de biscoito em biscoito…. Dá ruim. “É preciso atenção com a quantidade e a qualidade do que vai beliscar. Mesmo alimentos que parecem saudáveis, como as barras de cereal, podem atrapalhar a perda de peso.”

 

 

Fonte: Veja