Sangue
Hemocentro do RN aumenta a captação de plaquetas para atender hospitais
Na doação por aférese, a máquina extrai especificamente um determinado componente. No momento da doação, o equipamento retira as plaquetas e devolve o sangue ao doador
Reprodução / ASCOM
Doação no Hemonorte

A grande procura dos hospitais  por plaquetas levou o setor de Aférese do Hemonorte a duplicar a coleta de bolsas por esse procedimento, nesta sexta-feira, 1. Diariamente o Hemocentro do RN coleta no máximo  5  bolsas por aférese, hoje  foram mais de dez.

Na doação por aférese, a máquina extrai especificamente um determinado componente.  No momento da doação, o equipamento  retira as plaquetas e devolve o sangue ao doador.

A coleta precisa ser agendada e os requisitos básicos para ser um doador por aférese são: estar bem de saúde, ter mais de 18       anos, pesar mais de 60 quilos e ter realizado nos  últimos seis meses uma doação convencional de sangue no Hemonorte. No caso das mulheres não ter engravidado mais de duas vezes.

A plaqueta  tem validade de cinco dias e é usada  em procedimentos pós-operatórios, em pacientes com dengue hemorrágica, leucemias, entre outras doenças.