Debate
Fórum discute realidade da Atenção Primária à Saúde no município de Natal
De acordo com a presidente do Conselho, Maria Dalva Horácio, o fórum tem a finalidade de avaliar, apresentar proposições em defesa da Atenção Primária à Saúde em Natal
Assessoria de Imprensa
Secretário Municipal de Saúde, George Antunes, destacou a importância da Atenção Básica no processo da saúde pública

O Conselho Municipal de Saúde de Natal realizou nesta terça-feira, 4, o Fórum em Defesa da Atenção Básica de Natal, no auditório do Ministério Público do Trabalho. O fórum debateu sobre os Impactos da nova Política Nacional de Atenção Básica (PNAB) na realidade dos municípios brasileiros e uma mesa redonda sobre a Realidade da Atenção Básica à Saúde em Natal: Reflexões sobre os impactos da PNAB 2017. Dirigido a usuários, trabalhadores e gestores, o evento contou com as palestras da auditora do Ministério da Saúde, Aparecida Dantas; representantes da Sesap, Hugo César; e Elizabeth Cristina da UFRN.

De acordo com a presidente do Conselho, Maria Dalva Horácio, o fórum tem a finalidade de avaliar, apresentar proposições em defesa da Atenção Primária à Saúde em Natal. “A intenção é mobilizar trabalhadores, usuários e gestores para ampliar as estratégias, buscando o fortalecimento da Atenção Básica, articulando emendas parlamentares para reforçar a busca de equipamentos, insumos, reformas e manutenção de unidades de saúde. Isso faz parte de uma estratégia articulada com o Conselho Nacional de Saúde que criou uma Câmara Técnica de monitoramento em busca desse fortalecimento. É um movimento em prol da ampliação da Atenção Básica nos municípios”.

O secretário Municipal de Saúde, George Antunes, destacou a importância da Atenção Básica no processo da saúde pública. “As demandas são crescentes nos serviços de saúde e a Atenção Básica precisa melhorar para que a população tenha um SUS de qualidade. Estamos buscando, diariamente, estratégias para o fortalecimento da Atenção Primária em Natal.

Participaram do fórum, a secretária adjunta de Atenção Integral à Saúde (SAD/AIS), Genilce Maciel, a ouvidora do SUS, Lúcia de Fátima Azevedo; a diretora do Departamento de Atenção Básica (DAB), Melissa Lopes, entre outros profissionais de Distritos Sanitários e unidades de saúde.