terça,
Confira
Estudo científico mostra as comidas que criam as piores flatulências
Para realizar o estudo, foi necessário analisar as fezes de sete pessoas saudáveis
Ilustração
O que proporciona um cheiro desagradável ao pum é o sulfeto de hidrogênio

Recentemente, cientistas da Universidade de Monash, na Austrália, publicaram uma pesquisa sobre flatulências. O resultado nos traz a possibilidade de controlar o cheiro do seu “pum” e evitar passar vergonha em determinados lugares.

Para realizar o estudo, foi necessário analisar as fezes de sete pessoas saudáveis. Alguns voluntários seguiam uma dieta rica em proteínas (ovos, carne, leite) e o restante comia carboidratos (pães, cereais) ou fibras (vegetais, frutas, legumes).

O que proporciona um cheiro desagradável ao pum é o sulfeto de hidrogênio. O objetivo do estudo foi identificar quanto as dietas estimulavam a produção dessa substância. Nas pessoas que comiam mais proteínas, os cocôs apresentavam uma concentração de composto sete vezes maior do que aqueles que tinham dietas à base de carboidrato.

Já as pessoas que ingeriam muitas frutas, legumes e vegetais, apresentavam a produção de sulfeto de hidrogênio 75% menor do que as que ingeriam mais proteínas. Os carboidratos e fibras que sempre foram associados aos puns malcheirosos só aumentam o número de flatulências em um determinado período, já que auxiliam na fermentação das bactérias intestinais, cujo produto são, de fato, gases.

Normalmente, os puns formados por ingestão de carboidratos e fibras não possuem cheiro forte, pois as fibras absorvem a água do intestino, dificultando a produção de sulfeto de hidrogênio pelas bactérias. Dessa forma, optar por uma dieta rica em vegetais, frutas e legumes faz bem ao intestino. Segundo a pesquisa, uma dieta focada em frango com batata doce gera um pum extremamente forte.

 

 

Fonte: Jornal Ciência