Publicidade
Saiba mais
Comece já a queimar gordura abdominal com estes três alimentos
Saiba como pode queimar gordura na zona do abdômen com ajuda de algumas mudanças na dieta
DR
Os pesquisadores analisaram o impacto da especiaria num grupo de homens com excesso de peso

Para perder massa gorda, não é preciso gastar horas na academia. Alguns ajustes na alimentação podem fazer toda a diferença no seu resultado.

Ingerir alimentos termogênicos é uma forma eficaz de emagrecer enquanto não faz exercício.

1. Gengibre

Um estudo publicado pela UK National Library of Medicine apurou que consumir a raiz promove a sensação de saciedade.

Os pesquisadores analisaram o impacto da especiaria num grupo de homens com excesso de peso. Os participantes reportaram sentirem-se mais satisfeitos, o que os levava a comerem menos e a perderem mais peso.

Teoria esta que é suportada por estudos conduzidos por investigadores da Universidade de Agricultura da China. Eles coletaram dados provenientes de 60 estudos diferentes para entender como o consumo de gengibre afeta o corpo.

Acredita-se que o superalimento ajuda a digestão de carboidratos, a queimar gordura e a regular os níveis de insulina, e sugeriram ainda que “há um consenso entre a comunidade científica de que o gengibre e os seus compostos apresentam benefícios no combate à obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares”.

2. Mamão

Este superalimento está repleto de vitaminas C, E e outros antioxidantes. Os cientistas acreditam ainda que esta fruta tropical ajuda a emagrecer e a diminuir a gordura abdominal. Cerca de 100 gramas de mamão contém apenas 43 calorias.

Segundo um estudo publicado pelo periódico científico NCBI, comer esta fruta ajuda ainda a prevenir o inchaço do abdômen, uma vez que a papaína auxilia no processo de digestão.

Quanto mais rápido o sistema digestivo funciona, igualmente mais rápido opera o metabolismo – o que faz com que o corpo queime gordura mais rapidamente.

3. Óleo de coco

De acordo com um estudo publicado também no periódico científico NCBI, os triglicerídeos de cadeia média presentes no óleo de coco aceleram o metabolismo, o que por sua vez encoraja o corpo a gastar mais calorias, ao invés de as armazenar em forma de gordura.

Uma equipe de cientistas da Universidade de Sains, na Malásia, resolveu testar essa teoria em 20 voluntários. Os participantes consumiram óleo de coco diariamente durante 12 semanas, período este em que perderam cerca de 27 centímetros de perímetro abdominal sem alterar a sua dieta ou praticarem exercício físico.

Para obter os melhores resultados possíveis, os pesquisadores sugerem o consumo de cerca de duas colheres de sopa de óleo de coco por dia, salientando que é importante não exceder a ingestão de mais de 30 mililitros diários, já que o alimento apresenta alto teor calórico bem como gorduras saturadas.

Fonte: Notícias ao Minuto

Publicidade
Publicidade