Violência
Dinho Ouro Preto relata momentos de terror no Rio de Janeiro
Motorista de caminhão com equipamentos da banda ficou sob mira de fuzis e foi roubado, segundo publicação do músico
Reprodução / Instagram/Veja SP
Em outra publicação, ele conta que, no mesmo dia, ao chegar à cidade, a banda presenciou um tiroteio

O vocalista da banda Capital Inicial, Dinho Ouro Preto, usou as redes sociais para relatar episódios de violência vividos pela sua equipe no Rio de Janeiro.

Segundo publicação feita no Instagram do músico nesta segunda-feira (12), às 7h de domingo (11) o caminhão da banda foi parado na Avenida Brasil, importante via do município, e o motorista ficou sob mira de fuzis. “Viram que não dava para levar o equipamento porque era muito pesado, então assaltaram o motorista e liberaram a carga”, conta Dinho.

Em outra publicação, ele conta que, no mesmo dia, ao chegar à cidade, a banda presenciou um tiroteio. “Um motoqueiro deu quatro tiros à queima roupa no que parecia ser um ladrão. Isso a 30 metros da frente do ônibus”, escreveu Dinho, que prosseguiu. “Na volta, agora a pouco, mais um “incidente “- um outro corpo morto estendido no chão no meio da rua na mesma Avenida Brasil”.

 

Fonte: Veja