Imbróglio
Alexandre Frota é acusado de manipular índio para apoiar Bolsonaro
Ex-ícone da indústria pornográfica posou ao lado de um índio Pataxó segurando adesivo de apoio a Jair Bolsonaro
Arquivo pessoal
Outro indío, chamado Ariponã Pataxó, afirmou ser primo do homem que posou ao lado de Frota

O ex-ator pornô e atual porta-estandarte da direita brasileira, Alexandre Frota, voltou a causar polêmica nas redes sociais. Ele publicou uma foto ao lado de um índio segurando cartaz de apoio ao  presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) e agora está sendo acusado de ter enganado o indígena para conseguir a fotografia.

O registro foi feito na semana passada, quando Alexandre Frota visitou a reserva Pataxó da Jaqueira em Porto Seguro, na Bahia. Após a publicação, pessoas que se identificaram como familiares do índio fotografado disseram que o homem não sabia do que se tratava o cartaz entregue a ele pelo ex-ator.

“Esse meliante [Frota] usou a foto do meu esposo hoje. Ele [o índio] tirou a foto sem saber”, reclamou Sinoeme Braz Si. “Nunca nós indígenas seríamos contra nossos parentes”, continuou, referindo-se a declarações de Jair Bolsonaro criticando as demarcações de terras indígenas.

Outro indío, chamado Ariponã Pataxó, afirmou ser primo do homem que posou ao lado de Frota. “Ae pessoal [ sic ] pega leve nos comentários. Meu primo não fez isso por maldadae. Ele nem sabia o porquê dessa foto. E, claro, nós, povos indígenas, não iremos apoiar esses políticos bandidos”, escreveu Ariponã.

 

 

Fonte: iG