Iniciativa
Projeto escolar entrega cisternas para famílias que enfrentam a seca no Seridó
Equipamentos foram construídos por meio de recursos arrecadados em campanha solidária realizada na comunidade escolar
Divulgação / Assessoria
Campanha existe há cinco anos e já construiu 20 cisternas para famílias no interior do RN

Alunos do 5º ano do Ensino Fundamental do colégio CEI Romualdo, dentro do projeto “Vivenciando a Cidadania”, realizaram nesta quarta-feira, 5, a entrega de quatro cisternas para famílias das zonas rural e urbana do município de Acari, na região do Seridó, que enfrentam a problemática da seca.

Os equipamentos foram construídos por meio de recursos arrecadados em campanha solidária realizada na comunidade escolar, com a participação de alunos, familiares, funcionários e equipe pedagógica.

As cisternas atenderão, diretamente, quatro famílias e indiretamente, mais 17 moradores que vivem nas proximidades dos locais em que foram construídas. As famílias beneficiadas só recebiam abastecimento de água a cada 15, 20 dias, e com os reservatórios poderão ter água por mais tempo.

A orientadora pedagógica do 4º e 5º Ano do Ensino Fundamental, Marcilene Paulino, explicou que a campanha é fruto da solidariedade, envolvimento, dedicação e do compromisso social dos alunos com a sociedade na qual estão inseridos.

“A campanha de construção de cisternas começou em sala de aula com estudantes debatendo a Constituição Federal e os direitos da população, aprofundando para as principais problemáticas enfrentadas pelo povo nordestino. Durante o ano, os alunos visitaram os municípios de Acari e Currais Novos e conheceram de perto o principal problema enfrentado, que era a seca. Então se engajaram em uma campanha de arrecadação de prêmios para realizar uma rifa solidária com o objetivo de arrecadar fundos para a construção de cisternas e hoje voltamos às comunidades para fazer a entrega”, explicou a coordenadora.

As vendas da rifa solidária movimento toda comunidade escolar e foi arrecadado R$ 10.229,00, valor utilizado na construção e abastecimento completo das cisternas. O projeto, que é realizado há cinco anos, já construiu 20 cisternas para famílias que enfrentam a escassez de chuvas no interior do Rio Grande do Norte.