terça,
Novidade
Projeto de acesso à água chega à comunidade de Morada Nova, em São Tomé
Valor dos recursos do Governo foi de R$ 622 mil, e o projeto é tocado pela Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, por meio do Governo Cidadão
José Aldenir / Agora Imagens
Projeto é tocado pela Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, da secretaria Julianne Faria

Os moradores da Comunidade Morada Nova, no município de São Tomé, assinaram a ordem de serviço para construção de sistema de abastecimento de água que contempla a construção de uma mini adutora que leva água da adutora Monsenhor Expedito as famílias beneficiadas. O valor dos recursos do Governo foi de R$ 622 mil, e o projeto é tocado pela Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, por meio do Governo Cidadão, com recursos do Acordo de Empréstimo com o Banco Mundial.

A dona de casa, Maria do Socorro Silva, 47 anos, foi uma das beneficiadas e falou em nome da comunidade durante o evento. Diante da certeza de que passará a viver uma nova realidade, ela se emocionou em seu discurso.

Hoje, ela abastece sua casa com baldes de água que pega na casa da irmã. “O carro pipa vem na comunidade três vezes no mês e enche a cisterna da minha irmã, de lá encho o balde e carrego na cabeça e trago até minha casa”, explica. E a situação já foi pior, relata ela. “Antigamente tínhamos que pegar água em outra comunidade”, conta.

A Gerente do Projeto Governo Cidadão, Ana Guedes esteve presente e explicou que hoje existem 160 projetos de acesso à água em execução e que este de São Tomé é o que conta com mais recursos. “Hoje é um dia de festa, é mais uma conquista de quem acreditou e venceu a burocracia exigida pelo poder público. Daqui a quatro meses a dificuldade de pegar água não vai existir. Vocês vão ter água nas torneiras, nos chuveiros e poderão ter produção de frutas, verduras e criar animais, segurança alimentar”, relatou.

O prefeito Babá disse que é importante que o poder público preste contas a população e onde os recursos são investidos, “é muito bom ver os impostos da gente aplicados em benefícios para população”.

Também estiveram presentes, Miguel Salustiano (vice-prefeito), Josinaldo Amaro (Presidente da Câmara), Francisco das Chagas (Presidente do Conselho de Desenvolvimento Sustentável), João Moreira (Presidente do Sindicato da Agricultura Familiar), Dario Andrade (Articulador Territorial – Governo Cidadão), além representantes da igreja, EMATER, secretários municipais e vereadores.