sexta,
Oficial
Clorisa Linhares entrega ao TJRN proposta de Complexo da Polícia em Mossoró
Foram colhidas assinaturas em favor da medida, para a apresentação do documento ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, proprietário do imóvel
AssCom / Clorisa
Vereadora Clorisa Linhares (PSDC) entregou documento ao presidente do TJRN

Representantes da sociedade civil se mobilizaram em defesa de um complexo da Polícia Civil para atender Mossoró e região. A ideia é que a unidade funcione no antigo Fórum Desembargador Silveira Martins, no Centro, aliada à prática jurídica da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), que já está instalada no prédio.

Nesta quinta-feira, em Natal, a servidora da Justiça e vereadora de Grossos Clorisa Linhares (PSDC) entregou, ao presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte (TJRN), desembargador Expedito Ferreira de Souza, documento contendo justificativa e assinaturas em apoio ao pleito.

A ideia partiu da vereadora Clorisa, que apresentou sugestão no sentido de que a unidade funcione no antigo fórum. Foram colhidas assinaturas em favor da medida, para a apresentação do documento ao Tribunal de Justiça, proprietário do imóvel. Há entendimento que o prédio comporta a prática jurídica e o complexo da Polícia Civil.

Viabilidade

Clorisa Linhares e demais defensores – como vereadores de Mossoró, delegados, policiais civis, servidores do Itep, entre outros – acreditam que, além de oferecer melhores condições aos policiais civis, o complexo no antigo fórum possibilitará trabalho mais integrado e eficiente da Polícia Civil.

“Tivemos uma reunião positiva, entregamos o documento e o presidente irá avaliar a possibilidade de cessão do prédio para funcionamento do complexo, haja vista a importância do pleito para o tão necessário reforço na segurança pública”, disse a parlamentar.

Clorisa Linhares apresentou o documento, em audiência pública sobre as condições de trabalho da Polícia Civil, na Câmara Municipal de Mossoró, no último dia 26.

Reivindicação recebe apoio de OAB e Itep

A iniciativa também conta com o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subsecção Mossoró, através da Comissão de Segurança Pública da entidade. Em reunião na quarta-feira, 8, o presidente da comissão, Victor Lobato, e o advogado Max Delys assinaram o documento e ressaltaram a importância da iniciativa.

“É algo que vem a contribuir muito para que o trabalho da Polícia Civil seja realizado com mais eficácia, em um espaço amplo e de forma unificada”, ressaltou Max Delys.

A parlamentar também visitou a sede do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep), órgão que, segundo ela, precisa estar em bom funcionamento, pois auxilia, diretamente, no trabalho da Polícia Civil.

“O trabalho das polícias depende muito do Itep, e por isso conhecemos a estrutura para estudar medidas, como a que estamos sugerindo para a Polícia Civil. Percebemos que há muitos problemas que acabam por comprometer o melhor desempenho das equipes”, pontua Clorisa.