quinta,
Publicidade
x fechar anúncio
Manutenção
Abastecimento de Caicó está suspenso para ajustes da Adutora Emergencial
Equipes da Caern responsável pela adutora estão trabalhando para corrigir o problema apresentado na tubulação
Divulgação
Adutora Emergencial tem 63.134 metros de extensão

A seca, que já dura seis anos, tem afetado de uma forma severa o abastecimento de água para Caicó. A cidade, que antes era abastecida pelo açude Itans e posteriormente pelo Açude Curema/Mãe D’água por meio do rio Piranhas/Açu, hoje depende exclusivamente do fornecimento de água da adutora emergencial que capta na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves.

Desde o dia 08 de maio, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) iniciou os testes para a operação da adutora emergencial, construída pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS). Na fase de testes, é natural que problemas técnicos/operacionais se apresentem. Na semana passada, alguns vazamentos aconteceram e já foram corrigidos. Contudo, desde segunda-feira, 15, que a adutora tem apresentado vazamentos em trechos localizados em uma área de rio em Jucurutu/RN.

As equipes da empresa responsável pela adutora estão trabalhando para corrigir o problema apresentado na tubulação. A Caern tem acompanhado a situação dando suporte técnico para sanar esta situação. Mesmo com uma situação atípica, a previsão da empresa é que o abastecimento será restabelecido até a próxima sexta-feira, 19, podendo haver alterações da data durante a execução do serviço.

A Caern fará o levantamento das áreas em que o desabastecimento foi mais significativo e analisará a possibilidade de suspender as contas deste período. Por fim, a Caern solicita o apoio da população para racionar a água disponível.

A ADUTORA

A Adutora Emergencial tem 63.134 metros de extensão, com tubulação de 400 milímetros de diâmetro. Ela foi construída como derivação da adutora Serra de Santana, que capta água na barragem Armando Ribeiro Gonçalves, começando com a conexão na Estação de Bombeamento (EB-02) e seguindo às margens da rodovia RN- 118, que liga Jucurutu a Caicó.

Durante o percurso, a Adutora Emergencial tem duas Estações Elevatórias para bombeamento na localidade. O funcionamento da adutora é feito em sistema de rodízio, porque a mesma captação será responsável também pelo abastecimento da região da Serra de Santana (Florânia, Tenente Laurentino Cruz, São Vicente, Lagoa Nova e Bodó, além de 156 comunidades rurais).