Publicidade
Importância
Solenidade na Câmara de Natal celebra 50 anos de história da Ampern
Solenidade, que homenageou procuradoras e procuradores que contribuíram para a fundação da instituição, foi proposta pelo presidente da Casa, vereador Paulinho Freire (PSDB)
Verônica Macedo
Associação do Ministério Público do Rio Grande do Norte foi homenageada pela Câmara de Natal

Uma sessão solene carregada de emoção, simbolismo e história. Foi assim que a Câmara Municipal de Natal celebrou, na última quinta-feira, 11, os 50 anos da Associação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (Ampern). A solenidade, que homenageou procuradoras e procuradores que contribuíram para a fundação da instituição, foi proposta pelo presidente da Casa, vereador Paulinho Freire (PSDB). Participaram da cerimônia autoridades do Judiciário e representantes da magistratura, advocacia e entidades de classe.

Ao fazer uso da palavra, o presidente Paulinho Freire falou sobre a relevância do MPRN para o Brasil. “Depois da Constituição de 1988, quando ganhou força, passou a ter ainda mais protagonismo na luta em favor da sociedade, fiscalizando o cumprimento das leis e garantindo os direitos de todos os brasileiros. Aliás, o trabalho dessa instituição é um dos principais pilares que sustentam a democracia”, disse ele.

“Hoje, o Legislativo natalense, representando a população, celebra o aniversário da AMPERN destacando os fundadores desta entidade em nome de todos os seus associados e membros. É um momento propício para agraciar um trabalho que ajuda de forma decisiva para o engrandecimento da classe e a defesa da autonomia do Ministério Público potiguar”, completou.

Na sequência, o presidente da AMPERN, Fernando Vasconcelos, falou que a associação nestes 50 anos tem buscado fortalecer a carreira através da garantia das prerrogativas da categoria. “Criada em 1969, a instituição acompanhou toda evolução do MPRN, que na época era pequeno e pouco representativo, mas que com o passar do tempo cresceu e atualmente possui muitas atribuições, especialmente na proteção dos interesses coletivos e do regime democrático. Em tempo: a AMPERN foi a ponta de lança neste processo de crescimento institucional”.

Zélia Madruga, procuradora aposentada e uma das fundadoras da associação, afirmou que a distinção é significativa para todos os profissionais que atuam na promoção da Justiça. “Trata-se de uma história da qual participo desde o início, testemunhei cada capítulo dessa trajetória, comemorei as vitórias. Estou muito feliz pelo carinho e apreço de todos”, comemorou Zélia, que foi uma das personalidades homenageadas da noite.

O ex-presidente e sócio fundador da instituição, Otávio Pereira de Mello, também foi agraciado com diploma meritório pelos relevantes serviços prestados à sociedade. “Olho para trás e vejo muita batalha, muitos sucessos, muitas alegrias. Isso tudo só foi possível porque temos uma equipe unida, esforçada, com mentalidade coletiva, consciente do seu papel social. Portanto, o futuro é promissor. E que venham mais 50 anos!”.

Publicidade
Publicidade