quarta,
Solidariedade
“Sigo o que penso”, diz Eudiane Macedo sobre apoio a prefeito na CMN
Partido da vereadora, liderado pelo deputado estadual Kelps Lima (desafeto político de Carlos Eduardo), é contra o modelo de gestão do atual prefeito de Natal
José Aldenir / Agora Imagens
Eudiane Macedo, vereadora de Natal

Presidente do Partido Solidariedade (SD) no Rio Grande do Norte, o deputado estadual Kelps Lima, candidato a prefeito de Natal nas eleições de 2016, sempre deixou explícita a sua insatisfação com o modelo de gestão adotado pelo atual prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT). Tanto é que travou diversos debates políticos com o chefe do Executivo e acabou como segundo candidato mais votado no pleito do ano passado, com 47.576 votos.

Apesar do histórico público de “rivalidade” com o pedetista, o pensamento do líder do Solidariedade não é corroborado por todos os filiados. Em Natal, por exemplo, onde a sigla tem três vereadores ocupando cadeiras na Câmara Municipal, todos os representantes do SD compõem a bancada de Carlos Eduardo e ajudam na aprovação de projetos de lei que partem do Executivo.

Os três nomes em questão são os dos vereadores Klaus Araújo e Paulinho Freire, além da vereadora Eudiane Macedo. E foi justamente ela com quem o Agora Jornal conversou há aproximadamente um mês e abordou a diferença de pensamento entre os vereadores natalenses e a liderança do Solidariedade. No caso dela própria, revelou nunca ter enfrentado problemas pelo fato, e Kelps busca não interferir nos posicionamentos dos parlamentares.

“O nosso presidente sempre nos deixou muito à vontade. Ele sempre frisa que nós, vereadores, devemos ser independentes, e defende que a gente adote as posturas que acharmos mais sensatas dentro da Casa. Hoje Natal pede união. Partindo dessa realidade, nós decidimos nos unir com o poder Executivo pelo bem do município. Buscamos todos os dias resgatar a autoestima do natalense”, declarou Eudiane.

Logo depois, a vereadora que compõe a maior bancada feminina da história da Câmara Municipal do Natal admitiu que, atualmente, o Solidariedade não apoia o projeto político de Carlos Eduardo. Todavia, como a orientação do presidente é para que os parlamentares permaneçam com seus mandatos livres, ela sempre toma as decisões que acha mais convenientes, sobretudo nas votações dos projetos que passam pela Casa Legislativa.

“É fato que o partido em si não apoia o prefeito, mas Kelps sempre deixou a gente livre, nunca deu um direcionamento partidário e nem chegou ao ponto de dizer o que a gente tem que fazer. Eu sou do Solidariedade, acompanho o presidente, mas sempre deixei claro que voto no que acredito. Se de repente a sigla acredita numa situação e eu em outra, jamais vou deixar de votar com a minha concepção por causa do pensamento do partido”, cravou Macedo.

Muito embora faça parte da bancada de Carlos Eduardo dentro da CMN, Eudiane disse não ser muito próxima do prefeito. De acordo com a vereadora, seus contatos são mais frequentes com os titulares das secretarias municipais, onde constantemente entrega ofícios e cobra a solução dos problemas que são apresentados por elas em diversos bairros de Natal, sobretudo na Zona Norte, onde se concentra maior parte do seu eleitorado.

“Não tenho dificuldades de relacionamento com o prefeito, vejo que ele é muito técnico. Não tenho proximidade pessoal e nossa relação é apenas entre os poderes. Desde que me tornei vereadora, eu sempre procurei dialogar mais com os secretários. Costumo dizer que meu gabinete é como uma empresa. A partir dele eu entro em contato com os secretários e encaminho todas as demandas que recebo da população”, revelou.

“Geralmente, meus contatos são feitos com a Semsur (serviços urbanos) e com a Semopi (obras públicas). Nesta última eu sempre tenho demandas, até porque a ZN é recheada de loteamentos que os secretários, muitas vezes, não sabem nem que existem, e as pessoas que moram neles não têm infraestrutura alguma, ficam jogadas.  Justamente pelo fato do poder público sequer conhecer que a região existe, tenho um trabalho especial na área”, completou a vereadora.

Em 2016, Eudiane Macedo foi a décima candidata mais votada para o cargo de vereadora de Natal. Ao todo, ela somou 4.922 escolhas, o que representa 1,35% dos votos válidos. Apenas nove dos outros 28 candidatos eleitos tiveram mais votos do que ela, são eles o atual presidente da Câmara Raniere Barbosa (PDT), além de Carla Dickson (PROS), Ubaldo Fernandes (PMDB), Luiz Almir (PR), Natalia Bonavides (PT), Júlia Arruda (PDT), Ana Paula (PSDC), Bisco Francisco de Assis (PRB) e Kleber Fernandes (PDT).