Publicidade
Opinião
Paulinho elogia proposta de cortes na Prefeitura, mas critica demora dos anúncios
De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Natal, “há quase um ano” se fala na adoção de medidas austeras, mas os anúncios têm demorado a acontecer
José Aldenir / Agora RN
Presidente da Câmara de Natal, Paulinho Freire (PSDB)

O presidente da Câmara Municipal de Natal, Paulinho Freire (PSDB), elogiou a disposição do prefeito Álvaro Dias para fazer cortes na gestão pública municipal, mas pediu celeridade no processo. Segundo o vereador, “há quase um ano” se fala na adoção de medidas austeras, mas os anúncios têm demorado a acontecer.

“É bom que o prefeito tome essas atitudes para Natal se manter no equilíbrio. Mas eu acho que está custando um pouco. Eu acho que tem que ser feito logo”, sustentou, em entrevista nesta terça-feira, 14, à rádio 96 FM.

No início deste ano, Álvaro Dias anunciou que havia contratado a Fundação Dom Cabral, que presta consultoria em gestão pública, para fazer um estudo sobre a estrutura administrativa da Prefeitura do Natal e sugerir medidas para equilibrar as finanças. Segundo o prefeito, a análise resultou em um documento que recomenda “mais de 200” ações – que, segundo Álvaro, serão implementadas “paulatinamente”.

O próprio prefeito chegou a afirmar que, entre as medidas, deverá estar o enxugamento de metade das secretarias e a eliminação de aproximadamente 20% no número de cargos comissionados. De acordo com Álvaro Dias, atualmente existem 25 pastas compondo a máquina pública natalense, e a intenção é reduzir para 12. Já com relação aos cargos comissionados, o Município conta com cerca de 800, devendo ser extintos algo em torno de 160.

Segundo o vereador, as ações são importantes para que a crise financeira não inviabilize a manutenção da Prefeitura do Natal. “Natal não vive fora do País. Os municípios estão em uma situação muito difícil. Ou o prefeito toma essas medidas ou começará a atrasar salários”, reforçou Paulinho.

O presidente da Câmara enalteceu a despreocupação de Álvaro Dias com eventuais perdas políticas em função dos cortes na Prefeitura. “Ele está administrando sem pensar em eleição. A eleição é uma consequência. Quem está pensando em eleição não toma posições como dar arrocho, cortar e desagradar. Isso (cortes) sempre geram desgaste, mas é necessário”, completou.

Paulinho salientou que as ações contam com apoio da Câmara de Natal: “Estamos em outra época, de vacas magras. A receita tem caído e o número de desempregados é muito grande”.

PSDB

Recém-empossado na presidência do diretório do PSDB em Natal, Paulinho Freire afirmou que recebeu do presidente estadual da sigla, Ezequiel Ferreira, a missão de reaproximar o partido da “militância”.

“Temos que reorganizar o partido. O PSDB se distanciou das bases. Então temos essa responsabilidade. Não está sendo fácil fazer política, mas vamos tentar, junto com a juventude do partido, reestruturar (o PSDB) e cuidar da eleição de 2020”.

O presidente da Câmara frisou que não tem aspirações a cargos majoritários, isto é, será candidato à reeleição no ano que vem. Quanto à eleição para a Prefeitura do Natal, Paulinho concluiu: “O partido vai discutir se terá candidatura ou não, mas, se seguisse minha orientação, era para, se o prefeito Álvaro Dias for candidato à reeleição, seguir com a candidatura dele”.

Publicidade
Publicidade