Pré-candidato
Mendes defende reforma política e ação do Governo Federal contra a seca
Advogado Raimundo Mendes (PMB) tem dividido seu tempo entre o exercício parlamentar e contatos para se viabilizar para a próxima disputa eleitoral
José Aldenir / Agora Imagens
Raimundo Mendes (PMB), vereador em São Gonçalo do Amarante

Vereador no município de São Gonçalo do Amarante e pré-candidato a deputado federal, o advogado Raimundo Mendes (PMB) tem dividido seu tempo entre o exercício parlamentar e contatos para se viabilizar para a próxima disputa eleitoral.

Na semana passada, Mendes agilizou na Câmara de São Gonçalo a votação de um projeto que autoriza a Prefeitura a pedir um empréstimo no Banco do Brasil de até R$ 5 milhões para substituir a iluminação da cidade por lâmpadas de led. Já no fim de semana, teve encontros políticos em Caicó e região.

O vereador destaca que o projeto aprovado na semana passada, quando concretizado, dará mais segurança à população de São Gonçalo e vai proporcionar economia de energia, o que trará como consequência a diminuição da taxa de iluminação pública.

Outra vantagem do projeto, segundo Mendes, está na garantia de três anos de todos os equipamentos a serem instalados, o que significa que a eventual substituição de lâmpadas que queimarem acontecerá sem danos financeiros aos cofres públicos.

Na qualidade de presidente do Partido da Mulher Brasileira (PMB), Raimundo Mendes se coloca como defensor da ampliação da participação feminina na política em todas as esferas: municipal, estadual e federal. “Há leis que garantem 30% da participação política às mulheres, embora o ideal fosse um número que não precisasse ser um percentual cotado em um texto concedendo esta garantia”, explica Mendes.

No sexto mandato como vereador e no segundo como presidente da Câmara de São Gonçalo do Amarante, Raimundo Mendes destaca que o modelo político atual está exaurido, o que – em sua avaliação – torna urgente uma reforma de âmbito nacional a partir de uma assembleia constituinte.

Mendes defende, inclusive, que o mandato dos constituintes eleitos para esta finalidade não valide a reeleição por um período de quatro anos, garantindo assim a consolidação de um novo sistema político. Após um período de “quarentena”, sugere Mendes, esses parlamentares da constituinte de nova política poderiam ser candidatos outra vez.

Esta reforma política é um dos temas da pré-campanha que Raimundo Mendes começou a fazer. Discutindo esses e outros assuntos, o vereador já percorreu os municípios de Mossoró, Baraúnas, Campo Grande, Alto do Rodrigues, João Câmara, Ipanguaçu e, neste final de semana, Caicó. Todos os encontros contam com a participação de empresários e profissionais liberais.

Advogado, procurador apesentado e ex-policial, Raimundo Mendes observa ainda que falta preocupação – do Governo Federal, no caso – para resolver um antigo problema do semiárido nordestino: a escassez de água. “Se o Governo Federal realmente estivesse preocupado em resolver de vez essa questão, teria comprado duas máquinas perfuradoras de poços artesianos para cada município e o problema estaria solucionado”, afirma.