Publicidade
Mantido
Preso em Natal, Henrique Alves tem pedido de soltura negado pelo TRF-5
Turma, presidida pelo desembargador Roberto Machado, decidiu, ao final da sessão, a votação final de 2 a 1 a favor da manutenção da prisão do ex-ministro do Turismo
Ex-ministro do Turismo Henrique Alves seguirá preso por decisão do TRF-5

O ex-ministro do Turismo Henrique Alves (PMDB) teve seu pedido de habeas corpus negado, nesta quinta-feira 22, pela Primeira Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife. A Turma, composta pelo desembargador Élio Siqueira e por Alexandre Luna, foi presidida pelo desembargador Roberto Machado – ao final da sessão, a votação final foi de 2 a 1 a favor da manutenção da prisão preventiva de Henrique na Academia de Polícia Militar, no Rio Grande do Norte.

O ex-ministro está preso por mandado de prisão expedido pela 14ª Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte, dentro da Operação Manus, bem como mandado expedido pela 10ª Vara da Justiça Federal no Distrito Federal, referente a Operação Sépsis. O habeas corpus negado pelo TRF-5 remete ao mandado da Vara potiguar.

O habeas corpus foi recebido pelo distribuidor do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife, no mesmo dia da prisão de Henrique, 6 de junho. Na manhã do dia seguinte, houve a juntada de certidão, quando o pedido foi enviado, por sorteio, ao desembargador Élio Siqueira, que, na ocasião, havia enviado uma solicitação ao juiz federal Francisco Farias por mais informações sobre o caso para decidir se concede, ou não, o habeas corpus a Henrique Alves.

Publicidade
Publicidade