Publicidade
Vigilância
Videomonitoramento em Parnamirim tem previsão de inauguração para junho
Município de Parnamirim vai inaugurar no mês que vem o Centro de Operações Integradas para cuidar da vigilância das ruas da cidade
Ana Amaral / Prefeitura de Parnamirim
Pontos importantes de Parnamirim foram escolhidos para instalação das câmeras

As ruas de Parnamirim estão prestes a ficarem mais seguras. Com expectativa de inauguração para 30 de junho, o novo Centro de Operações Integradas (COI) promete implementar 79 câmeras de videomonitoramento em oito bairros do município metropolitano. A novidade foi divulgada pelo secretário Marcondes Pinheiro, titular da pasta de Segurança, Defesa Social e Mobilidade Urbana do Município.

“O COI estará no padrão do Ciosp (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública, em Natal). Serão oito telas grandes de vídeo com alta resolução. Isso vai nos proporcionar a colher as imagens produzidas pelas câmeras que se encontram nas ruas”, disse o secretário.

Esta será a segunda etapa do projeto de implementação de câmeras de videomonitoramento em Parnamirim. Anteriormente, a cidade havia recebido 49 equipamentos instalados, contando com um total de 39 quilômetros de fibra óptica. Em breve, o número dobrará. Serão 80 quilômetros de fibra a serem instaladas até o final do ano, para auxiliar no funcionamento das câmeras.

“Conseguimos muitas das câmeras com o apoio irrestrito do Governo do Rio Grande do Norte, por meio do tenente-coronel [Constantino] Emiliano, da Polícia Militar”, elogiou Marcondes.

A projeção é de que pontos como o Mercado Novo e o Velho, a Praça da Paz de Deus, o restaurante o Rei do Caldo e o cruzamento entre as avenidas Paulo Afonso e Presidente Getúlio Vargas recebam as câmeras. Por enquanto, serão oito barros contemplados: Santos Reis (1 câmera); Jardim Planalto (2 câmeras); Nova Esperança (1 câmera); Monte Castelo (2 câmeras); Cohabinal (3 câmeras); Centro (4 câmeras) e Boa Esperança (1 câmera).

O secretário Marcondes Pinheiro espera que o acréscimo dessas novas câmeras possam auxiliar as polícias de Parnamirim no combate ao crime. “O bandido quando sabe que naquela residência ou rua tem câmera, ele procura outra, porque sabe que pode ser visualizado ao cometer o crime”, destacou.

As câmeras serão capazes de identificar indivíduos em atitudes suspeitas, placas de veículos que poderão ser investigados e proteger a população, sendo uma espécie de olho para a polícia, uma vez que a vigilância é realizada em tempo real com equipamentos de alta tecnologia.

Hoje, Parnamirim conta com apenas quatro forças policiais na cidade: a Primeira Delegacia de Polícia Civil (com dois delegados, dois escrivães e dez agentes); a Segunda Delegacia de Polícia Civil (dois delegadas, dois escrivães e nove agentes); Segunda Delegacia de Polícia Civil da Mulher (uma delegada, um escrivão e oito agentes) e o 3º Batalhão da Polícia Militar, com um efetivo existente de 311 policiais. O município, de acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), possuía, em 2018, 255,7 mil habitantes.

Publicidade
Publicidade