Publicidade
Flagrante
PF estoura organização com helicóptero para o tráfico e pega 500 quilos de cocaína
Operação Flying Low acompanhou durante um ano grupo criminoso que transportava drogas do Paraguai para o Brasil por meio de aeronaves
Divulgação/PF-SP
Helicóptero que transportava cocaína é apreendido em canavial em Presidente Prudente, interior paulista

A Polícia Federal em São Paulo prendeu duas pessoas na manhã deste sábado, 13, envolvidas no tráfico internacional e que utilizavam aeronaves para trazer droga do Paraguai para o Brasil. Após um ano de investigação, os federais conseguiram mapear o trajeto feito pelo grupo e prenderam em flagrantes os traficantes quando eles reabasteciam um helicóptero em um matagal na cidade de Presidente Prudente, interior de São Paulo.

Durante a ação, batizada de Flying Low (voando baixo, em inglês), a PF também apreendeu cerca de meia tonelada de cocaína que era transportada pelo helicóptero. Segundo a PF, a organização criminosa buscava a droga no Paraguai e a levava para o estado de São Paulo.

A aeronave apreendida está avaliada em R$ 4 milhões. O flagrante foi possível, diz a PF, porque o helicóptero não tem autonomia para completar todo o percurso feito pelos traficantes e, por isso, era necessário realizar uma parada para reabastecimento.

Além de 20 policiais federais, a Flying Low contou com o apoio aéreo do CAOP – Comando de Aviação Operacional da PF e da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Além da aeronave, a PF apreendeu armas, veículos e dinheiro em espécie.

Publicidade
Publicidade