Humilhação
Idoso constrangido em consulta médica vai depor na delegacia
Aos 72 anos, ele teve a receita rasgada pela médica, ao responder que seu voto seria em um candidato diferente do dela, na última segunda-feira, 8
Reprodução / José Aldenir
José Alves de Menezes é servidor aposentado e já trabalhou com a médica

O paciente aposentado de 72 anos vai prestar depoimento na Delegacia Especializada de Proteção do Idoso, nesta quinta-feira, 11. O idoso teve a receita rasgada pela médica ao responder que seu voto seria em um candidato diferente do dela, na última segunda-feira, 8.

A delegada que está à frente do caso, Ana Paula Diniz, informou que já fez o despacho do boletim para que sejam iniciadas as declarações. “O depoimento da vítima, em seguida as testemunhas, se houver, posteriormente, a médica também vai ser notificada a prestar esclarecimentos”, declarou a delegada Ana Paula Diniz.

O caso aconteceu no Hospital Giselda Trigueiro. A direção do hospital esclareceu que esta não é uma conduta adotada pelo Hospital, nem muito menos de orientação da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). A profissional ficará temporariamente afastada das atividades.

O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte (Creme-RN) informou que vai abrir uma sindicância para apuração dos fatos e será tomada as medidas cabíveis, dando amplo direito de defesa a médica envolvida. A Sesap informou que iniciará um processo de abertura de procedimento de sindicância e tomará as medidas cabíveis dentro da Lei.