Entrevista
“Governo ainda tem chance de deixar legado na Segurança”, diz presidente do Sinpol
Em entrevista à Rádio Cidade 94FM, Nilton Arruda pediu que Executivo dê prioridade as forças de segurança em 2018 para cumprir promessa feita em 2014
Nilton Arruda, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do RN
José Aldenir / Agora Imagens
Nilton Arruda, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do RN

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte (Sinpol-RN) Nilton Arruda disse que o governador Robinson Faria (PSD) ainda tem chance de se tornar o ‘governador da Segurança’, assim como prometeu seu durante sua campanha ao Governo do Estado nas eleições de 2014. Em entrevista à Rádio Cidade 94FM, ele destacou que, se a segurança for priorizada em 2018, o legado pode ser deixado.

“Acredito que o governador ainda tem chances de cumprir a palavra que deu em 2014 e deixar seu legado na Segurança Pública do Rio Grande do Norte. Para isso, basta dar prioridade a todos os setores que compõem esse quadro, desde os policiais civis e militares até os agentes penitenciários. Se for dado um tratamento diferenciado para nossa categoria, a segurança vai funcionar, apesar dos problemas estruturais que já tem”, declarou.

De acordo com Nilton, atualmente a Polícia Civil do RN sofre com a falta de estrutura em suas delegacias. Segundo ele, há unidades com risco de desabamento de teto. No entanto, as viaturas da corporação, neste momento, são suficientes para a corporação, muito embora isso se deva ao baixo efetivo da categoria. “Hoje temos 50% das viaturas locadas e outros 50% próprias. Das próprias, temos 25% em condições de uso. As locadas estão basicamente todas em boas condições”, completou.