Publicidade
Ocorrência
Aluna esfaqueia colega dentro de escola em Natal; motivação é desconhecida
Incidente ocorreu na Escola Municipal Veríssimo de Melo, no bairro de Felipe Camarão, na zona oeste de Natal, na tarde desta sexta-feira, 17
Reprodução / Google Maps
Aluna que esfaqueou foi apreendida por policiais Companhia Independente de Prevenção ao Uso de Drogas (Cipred), que passavam pelo local na hora da confusão

Por motivos ainda não esclarecidos, duas jovens estudantes da Escola Municipal Veríssimo de Melo, no bairro de Felipe Camarão, na zona oeste de Natal, tiveram uma briga feia e uma esfaqueou a outra.

Colegas das duas jovens e policiais que estiveram na escola na tarde desta sexta-feira, 17, confirmaram que as duas garotas são rivais e já brigaram pelo menos uma outra vez.

A aluna que esfaqueou foi apreendida por policiais da Companhia Independente de Prevenção ao Uso de Drogas (Cipred), que passavam pelo local na hora da confusão.

A outra foi encaminhada para o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. Ela levou uma facada na perna, mas não corre risco de morte. A polícia investiga a motivação da briga.

No final da tarde, a Secretaria Municipal de Educação (SME) emitiu nota se posicionando sobre o caso. Confira na íntegra:

NOTA

Sobre o incidente, na tarde desta sexta-feira (17), envolvendo duas estudantes da Escola Municipal Verissimo de Melo, em que uma delas sofreu cortes na perna, a Secretaria Municipal de Educação lamenta o fato e informa que vem trabalhando, na rede pública de ensino da capital, campanhas sistemáticas de combate à violência.

A secretaria tem, inclusive, dedicado atenção especial a programas que visem o desenvolvimento psico-sócio-emocional e afetivo de crianças e jovens da Rede, incluindo a promoção de atividades que despertem interesse dos estudantes para a música, arte, esporte, e investindo no desenvolvimento saudável de seus estudantes.

O órgão municipal enfatiza que seu setor de Segurança relata que a unidade de ensino em questão é uma das bases de apoio da Ronda de Proteção Escolar (Rope), da Guarda Municipal, da zona Oeste de Natal, e que a direção da escola enfatiza que não há histórico de episódio similar envolvendo seus estudantes.

Por fim, a SME observa que está coletando todas as informações junto à Guarda Municipal e Polícias Militar e Civil e acompanhará toda a apuração do ocorrido, dando a devida assistência aos envolvidos e toda a comunidade escolar.

Publicidade
Publicidade