Desordem
Você sabe o que é polifagia? Descubra se seu cão tem esse problema
Trata-se de um distúrbio alimentar que faz o cachorro comer exageradamente e nunca ter a fome saciada
Reprodução/ Shutterstock
Quem convive com o cachorro logo começará a perceber que algo está errado com suas ações

A polifagia ou hiperfagia é uma desordem alimentar que faz o animal comer exageradamente itens sólidos (comida caseira ou ração). Essa exacerbada ingestão ultrapassa o necessário para atender a demanda energética do organismo e pode demandar muito tempo do dia a dia, levando o pet a interromper atividades rotineiras.

Para quem não conhece esse distúrbio, num primeiro momento acredita que o cachorro é apenas guloso. No entanto, se ele tem sempre um apetite insaciável, come rapidamente a ração do pratinho e está sempre pedindo por mais, fique atento. Ele provavelmente está sofrendo de polifagia, um problema que trará sérias consequências para a saúde.

Outra razão é quando a ração oferecida não cobre todas as necessidades nutricionais. O animal não será saciado e sempre pedirá por mais, o que provoca uma fome interminável. Se o cachorro não pratica atividade física suficiente, ele encontrará na comida um refúgio. Comer será visto como uma satisfação para tanta energia acumulada.

Além disso, ansiedade, estresse, depressão, carência afetiva e alterações hormonais também provocam o distúrbio. Cães com esse problema geralmente são bem carentes e competitivos, então desejam todos os brinquedos para eles e querem atenção a todo o momento. Por último, parasitas internos e outras doenças. Nesses casos, a fome insaciável é um sintoma da enfermidade.

Como saber se o cão está comendo demais?

Quem convive com o cachorro logo começará a perceber que algo está errado com suas ações. Ele começará a exibir um comportamento inquieto e bem diferente do tradicional. Um exemplo é roubar a ração do outro animal da casa, revirar o lixo ou pegar itens em cima da mesa. Alguns chegam até a revirar armários, abrir a geladeira e pegar diretamente da sua mão.

 

 

Fonte: iG