Publicidade
Oscilação
Gato cambaleando ao andar? Descubra as possíveis causas dessa situação
Problemas na coluna, infecções de ouvido, alimentação ruim e traumatismos costumam ser os culpados pelo cambalear
Shutterstock
Bichanos que não andam direito e parecem ter fraqueza nas patas de trás

Você já notou seu gato cambaleando ao andar? Se sim, provavelmente pensou que não era nada demais. O bichano só estava cansado e precisava de um descanso. Contudo, caminhar dessa forma pode ser indícios de algo mais grave, como falta de equilíbrio e fraqueza nas patas traseiras.

Essa oscilação pode ocorrer em graus variados, então tem gatos que cambaleiam mais do que outros. Mas, de qualquer forma, não descobrir o que está causando esse problema pode evoluir para algo mais grave, chegando a impedir o movimento do bichano. Conheça os motivos que deixam seu gato cambaleando e como tratar.

Bichanos que não andam direito e parecem ter fraqueza nas patas de trás ou até mesmo baixa mobilidade, pode estar com problemas no cérebro ou na medula espinhal. O cerebelo e o sistema nervoso periférico são os responsáveis pela locomoção do pet, por isso que quando essas regiões não funcionam direito, afeta o caminhar.

Já o encarregado de garantir o equilíbrio é o aparelho vestibular, intimamente relacionado à orelha. Portanto, quando esses órgãos dão problema, provoca danos na audição e oscilação das pernas. Doenças mais sérias que exigem tratamento, como hérnia de disco, também pode ser culpado pelo cambalear.

Como explicado anteriormente, o equilíbrio do corpo está diretamente conectado ao ouvido. Quando essa região ou o sistema nervoso funcionam mal, produz um distúrbio chamado ataxia, que é a perda do controle muscular e causa o cambalear. A otite é um exemplo de doença que aparece nessas condições.

Ela pode ocorrer por diversas razões, como acúmulo de ácaros, enfraquecimento do sistema imunológico, uma pancada forte e até mesmo o aparecimento de um corpo estranho dentro do ouvido. Por mais que infecções leves e externas sejam fáceis de cuidar, quando o problema se intensifica pode afetar o ouvido médico e causar uma ataxia.

 

 

Fonte: iG

 

 

Publicidade
Publicidade