terça, 30 de maio de 2017
Terríveis
As pulgas são verdadeiras pragas que prejudicam muito a vida do animal
Eliminá-las pode ser uma tarefa difícil e que exige paciência
Ilustração
A presença de pontinhos pretos com um tom avermelhado em volta é a confirmação da infestação dos insetos

As pulgas são insetos minúsculos e sem asas que se alimentam do sangue de mamíferos e aves. Elas chegam até os cachorros e gatos através do pulo (atingem até 18 cm de altura) e, pela mordida, causam desde muita coceira até perda de pelo e infecções. Se presentes em grande quantidade as pulgas podem, inclusive, causar a morte do animal, sendo assim tão perigosas quanto doenças graves como a cinomose, por exemplo.

Por isso os donos de cães e gatos devem ficar sempre atentos se animal está se coçando muito para não permitir uma grande proliferação de pulgas. Em meses da primavera e do verão essa atenção deve ser redobrada já que a reprodução desse inseto é favorecida em climas quentes e úmidos.

Como saber se o animal está com pulga?

Se você observou que o seu bichinho de estimação está se coçando muito, anda se arrastando pelas paredes e móveis e passou a apresentar um comportamento mais irritadiço, é bem possível que ele esteja com pulga. Para ter certeza, verifique a raiz do pelo. A presença de pontinhos pretos com um tom avermelhado em volta é a confirmação da infestação dos insetos e da necessidade de levar o animal ao veterinário.

Como eliminar as pulgas?

Acabar com as pulgas não é uma tarefa tão fácil quanto parece e por isso elas são conhecidas como uma verdadeira praga e um drama para os donos de cães e gatos. Apesar de existirem vários produtos no mercado para essa eliminação, muitos deles não funcionam. A eficácia vai depender do animal, do local onde ele vive e da fase de infestação, principalmente. Além de tudo, é preciso tomar muito cuidado, pois o produto pode por em risco a vida do pet.

– Do animal                        

Manter o animal sempre limpinho é o primeiro passo para tratar as pulgas. O banho deve ser dado com um shampoo neutro para evitar irritar mais ainda a pele do bichinho. O antipulgas utilizado deve ser recomendado pelo veterinário. Há diferenças na substância dos produtos específicos, jamais um para cachorro no gato, por exemplo.

Se não quiser usar produtos industrializados, você pode fazer uma solução caseira. Misture dois copos de alecrim com duas canecas de água. Depois ferva por 30 minutos, coe e descarte as folhas. Misture em um galão com água quente. Espalhe a mistura no animal e deixe secar naturalmente. Quando secar passe um pente para remover as pulgas.

Pingar uma solução de óleo de eucalipto na coleira do animal de estimação pode ser uma forma de proteção. A essência da solução ajuda a manter as pulgas bem longe.

– Da casa

Apenas retirar as pulgas do pelo do animal e achar que o problema está resolvido é um pensamento. O inseto costuma se espalhar por toda a casa, principalmente por meio de ovos e larvas. Para retirada deles, o mais indicado é o uso do aspirador, já que ele limpa também sofás, almofadas, carpetes e zonas úmidas.

Lavar as suas roupas e as que o animal teve contato com água quente também é um passo importante. Outro item útil é um umidificador: as pulgas precisam de umidade em 50% para sobreviver, manter ela abaixo desses 50% por dois dias pode matar as pulgas, larvas e ovos presentes no ambiente.

Em alguns casos a eliminação das pulgas pode demorar meses, e os processos precisam ser repetidos. É preciso ter paciência.

 

 

Fonte: iG