Publicidade
Ação
Toffoli abre inquérito para investigar fatos relacionados a “fake news” contra STF
Procedimento tramitará sob sigilo, e Toffoli não especificou que fatos específicos serão investigados
Rosinei Coutinho / STF
Dias Toffoli, presidente do STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, anunciou nesta quinta-feira, 14, abertura de inquérito criminal para apurar fatos relacionados a notícias “falsas, caluniosas, difamantes e injuriantes” que atinjam a honorabilidade dos membros do STF e seus familiares. O procedimento tramitará sob sigilo, e Toffoli não especificou que fatos específicos serão investigados.

Segundo o presidente da Corte, o ministro Alexandre de Moraes será o relator do inquérito criminal. No início do pronunciamento, Toffoli afirmou que “não existe Estado Democrático de Direito sem Judiciário independente e imprensa livre”.

O comunicado foi feito no início da sessão desta quarta-feira, antes da Corte retomar julgamento sobre a competência da Justiça Eleitoral processar crimes como corrupção quando há conexão com caixa dois.

Publicidade
Publicidade