segunda,
Solidariedade
Príncipe gay indiano abre seu palácio para comunidade LGBT
Manvendra Singh Gohil é o único membro da realeza indiana a se assumir publicamente e quer abrigar pessoas perseguidas por sua orientação sexual
Pascal Le Segretain/AIDES/Getty Images
Manvendra é o provável herdeiro do trono do antigo principado de Rajpipla

O príncipe Manvendra Singh Gohil abrirá às portas de seu palácio para que homossexuais e transexuais indianos perseguidos por sua orientação sexual possam ter onde morar.

Manvendra é o provável herdeiro do trono do antigo principado de Rajpipla, hoje localizado no Estado de Gujarat, no oeste da Índia. Ele também comanda a organização Lakshya Trust, fundada para a prevenção do HIV e da Aids entre a comunidade gay indiana.

“As pessoas ainda enfrentam muita pressão de suas famílias quando se assumem, sendo forçados a se casar ou expulsas de casa. Normalmente não tem para onde ir, nem meios para se sustentar”, afirmou em entrevista à agência Reuters.

Por isso, o príncipe de 52 anos, único abertamente gay na Índia atualmente, decidiu construir um centro para lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros dentro das terras do seu palácio.

“Eu não vou ter filhos, então eu pensei, por que não usar esse espaço para um bom propósito?”, afirmou Gohil, acrescentando que irá oferecer quartos, instalações médicas e cursos de inglês e habilidades vocacionais para ajudar os homossexuais a encontrarem emprego.

 

 

Fonte: Veja