Desastre
Japão: tufão Trami causa cancelamento de voos e trens e deixa 51 feridos
Fazendas e casas em Miyazaki, na ilha principal de Kyushu, foram inundadas quando o tufão varreu o sudoeste do Japão
Washington Post
Ordens de evacuação foram emitidas para milhares de pessoas em uma área ampla

A passagem do tufão Trami causou o cancelamentos de voos e trens no Japão neste domingo, incluindo na área de Tóquio, enquanto as autoridades alertaram sobre fortes ventos e chuvas torrenciais.

Fazendas e casas em Miyazaki, na ilha principal de Kyushu, foram inundadas quando o tufão varreu o sudoeste do Japão. Ordens de evacuação foram emitidas para milhares de pessoas em uma área ampla, incluindo mais de 250 mil pessoas na cidade de Tokushima, na ilha de Shikoku, segundo a emissora nacional NHK. Conforme a NHK, pelo menos 51 pessoas ficaram feridas no sul do Japão.

Voos foram cancelados nos principais aeroportos do Japão, incluindo Narita e Haneda, em Tóquio. Trens-bala e outras linhas de trem estavam sendo fechadas por causa da tempestade. As linhas de trem de Tóquio anunciaram que fechariam após as 20h (horário local). A tempestade também destruiu linhas de energia ao passar pelas Ilhas de Okinawa no sábado.

O tufão deve atingir regiões que já haviam sido devastadas no início deste mês pelo tufão Jebi, que causou deslizamentos de terra e inundações e temporariamente fechou o Aeroporto Internacional de Kansai. O mais forte tufão a atingir o Japão em 25 anos, Jebi causou 11 mortes em Osaka e no entorno da cidade. Em julho, fortes chuvas no oeste do Japão mataram 221 pessoas, provocando deslizamentos de terra e inundações.