quinta,
Proliferação
Ex-governador peruano é preso por vínculos com suborno da Odebrecht
A Odebrecht admitiu ter pago 29 milhões de dólares em suborno para vencer licitações no Peru
Divulgação
Ele se tornou o segundo governador do Peru acusado de corrupção

Um ex-governador peruano suspeito de articular suborno da Odebrecht foi preso nesta quarta-feira, com a polícia invadindo escritórios de advocacia de Lima que acreditavam ter vinculo com a construtora, disse a Procuradoria Geral do Peru.

Procuradores disseram que Jorge Acurio, ex-governador da região de Cusco, coordenou o pagamento de 3 milhões de dólares em propina da Odebrecht para favorecê-la em um contrato de obras públicas. Ele se tornou o segundo governador do Peru acusado de corrupção no escândalo internacional de corrupção.

A Odebrecht admitiu ter pago 29 milhões de dólares em suborno para vencer licitações no Peru, um dos 12 países onde a empresa confessou ter feito pagamentos como parte do acordo feito com procuradores do Brasil, Estados Unidos e Suíça.

“Não há nada”, Acurio disse a repórteres após ter sido preso. O advogado Jose Francisco Zaragoza Amiel também foi preso, acusado de ser intermediário entre Odebrecht e Acurio.

 

 

Fonte: Extra