Preparação
Cingapura se prepara para receber cúpula histórica entre EUA e Coreia do Norte
Reunião entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, está marcada para o dia 12 de junho na cidade-estado, que já hospedou reuniões de grande porte
Reunião entre Donald Trump e Kim Jong-un será realizada no dia 12 de junho Foto: AP Photo/Manuel Balce Ceneta, Korea Summit Press Pool via AP
AP Photo/Manuel Balce Ceneta, Korea Summit Press Pool via AP, File
Cingapura se prepara para aquele que talvez seja o evento diplomático mais importante desta década: Trump e Kim Jong-un

Cingapura se prepara para aquele que talvez seja o evento diplomático mais importante desta década. A reunião entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, está marcada para o dia 12 de junho na cidade-estado, que já hospedou reuniões de grande porte anteriormente.

Qualquer que seja o resultado da cúpula americano-coreana, o encontro dos dois Estados será um espetáculo de mídia. Enquanto o endereço da reunião ainda não foi confirmado, quartos do hotel Shangri-la e do resort Marina Bay Sands parecem estar lotados. Essas são as duas principais opções para abrigar o evento. Outros hotéis também relataram aumento em suas reservas desde que a data da cúpula foi confirmada.

Por que Cingapura?

O país parece ser uma escolha segura para a cúpula. Tem laços estreitos de comércio e investimentos com os Estados Unidos, mas também mantém relações diplomáticas com a Coreia do Norte desde 1975. Analistas apontam que a escolha por Cingapura pode sinalizar que Trump terá expectativas moderadas sobre os resultados do encontro. Para o acadêmico Du Hyeogn Cha, do Instituto Asan de Seul para Estudos Políticos, o presidente americano provavelmente não vê a possibilidade imediata de assinar um acordo com Kim.

Hotel Shangri-la

O Hotel Shangri-la parece ser a escolha mais óbvia. Com 747 quartos, o local tem experiência com eventos de alta segurança, como a cúpula de 2015 entre o presidente chinês, Xi Jinping, e o presidente taiwanês, Ma Ying-jeou. O hotel também promove, anualmente, o Diálogo Shangri-la, visto como principal fórum da Ásia, reunindo ministros de Defesa e funcionários de alto escalão. O local, no entanto, não recebeu nenhum tipo de confirmação e não pode fazer comentários em nome das partes interessadas na realização da cúpula, informou a diretora de comunicações da empresa, Monica Alsagoff.

Resort Marina Bay Sands

Trump e Kim têm o interesse de transmitir uma imagem poderosa e os dois parecem ser possíveis clientes do hotel e cassino no estilo Las Vegas. São três torres e 2561 quartos. O local foi inaugurado em 2011 e já é um dos pontos de referência do país. Sua estrutura tem o formato de um barco no topo, onde fica uma piscina de 150 metros de comprimento. Mas o resort pode ter desafios para garantir a segurança dos dois líderes, já que fica perto das ruas mais movimentadas de Cingapura. “Como o local oficial da cúpula ainda não foi anunciado, o Marina Bay Sands não tem comentários sobre as questões relacionadas ao evento”, disse a direção de comunicação da empresa.

Ilhas Sentosa

Especulações apontam que a Coreia do Norte preferiria o resort de Sentosa, mais isolado e localizado a cerca de 20 minutos da cidade. No entanto, é questionável se o local teria quartos suficientes para acomodar o grande número de representantes governamentais, seguranças e repórteres. Caso a cúpula seja realizada em Sentosa, as maiores propriedades da ilha, como o Capella Singapore e o resort World Sentosa, podem ser os endereços possíveis.